Navegue:
Votação da PEC dos Benefícios e serviços em maio – veja o que importa hoje

Votação da PEC dos Benefícios e serviços em maio – veja o que importa hoje

Mercados internacionais operam em queda na manhã desta terça, à espera de dados de inflação nos EUA que saem amanhã

Tela mostra cotações de Bolsa

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

Os investidores acompanham nesta terça-feira (12) a votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Benefícios na Câmara, texto que eleva o valor do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600, institui um auxílio de R$ 1.000 a caminhoneiros e amplia o vale-gás em ano eleitoral.

O custo da medida, que deve ser aprovada com facilidade pelos deputados, é de mais de R$ 40 bilhões até o final de 2022 fora do teto de gastos, mecanismo que limita as despesas à inflação do ano anterior e que é a âncora fiscal do país.

O mercado seguirá com lupa a votação e as discussões em torno da proposta. Ao lado da chance de recessão global por causa do aumento de juros nos Estados Unidos, o risco fiscal vêm valorizando o dólar e reduzindo o volume financeiro na Bolsa.

Leia mais:
É bom, mas é ruim: Payroll forte reduz chance de recessão nos EUA, mas eleva aposta em juros altos

No exterior, a expectativa é pela divulgação do CPI (índice de preços ao consumidor) nos EUA em junho, que serão informados nesta quarta (13). Os números devem ajustar as expectativas para os próximos movimentos de juros do Federal Reserve, o banco central americano.

As preocupações ainda giram em torno da nova temporada de balanços nos EUA, que já podem trazer resultados negativos decorrentes da inflação e aumento da taxa básica americana, e com a disparada de casos de Covid-19 na China.

Os índices futuros americanos operam em queda. Por volta das 8h10, o Dow Jones caía 0,86%, o S&P 500 recuava 0,76% e o Nasdaq estava em queda de 0,49%. No mesmo horário, o Euro Stoxx 50 perdia 0,79%.

Por que isso importa?

Quando o risco de descontrole das contas públicas de um país se eleva, investidores passam a pedir taxas de juros maiores lá na frente para emprestar dinheiro ao governo, o que tem impacto no mercado como um todo. 

Serviços em maio

Os investidores ainda acompanham a divulgação dos dados da Pesquisa Mensal de Serviços, que serão divulgados às 9h pelo IBGE. A expectativa de analistas é que os dados mostrarão um aumento de 0,2% na comparação com abril, o mesmo ritmo de crescimento do mês anterior.

A perda de ritmo em abril foi considerada por economistas um sinal de que o setor já começa a perder força com a elevação da taxa básica de juros e o esgotamento do efeito da reabertura da economia no pós-pandemia no início do ano.

Por outro lado, a avaliação é que o mercado de trabalho se mostrou aquecido no mês retrasado, com a taxa de desemprego recuando a 9,8%, menor patamar para o período desde 2015.

Saiba mais:
Taxa de desemprego cai para 9,8% em maio, menor nível desde 2015

Por que isso importa?

Os números de serviços e de comércio, que serão publicados amanhã, podem confirmar uma atividade econômica brasileira mais aquecida do que os economistas vinham esperando para o segundo trimestre.

⇨ Aproveite o mercado cripto antes que seja tarde no curso gratuito Desmistificando criptos, nft e Metaverso!

Compartilhe:

Compartilhe: