Navegue:
Ibovespa cai com exterior e aumento na Selic; ações da Petrobras (PETR4) também pesam

Ibovespa cai com exterior e aumento na Selic; ações da Petrobras (PETR4) também pesam

Índice fechou o dia em baixa de 0,18%. aos 111.695 pontos

Petrobras resultado 3T21

Foto: Reprodução Facebook

Por:

Compartilhe:

Por:

O Ibovespa não resistiu à pressão das Bolsas do exterior, impactadas por movimentações de bancos centrais ao redor do mundo, e fechou em queda, puxado para baixo também pela repercussão do aumento da taxa de juros brasileira e pelas ações da Petrobras (PETR4).

O principal índice da Bolsa de valores brasileira encerrou o pregão em baixa de 0,18%, aos 111.695 pontos, com R$ 18,83 bilhões em volume negociado. No ano até aqui, o saldo é de alta de 6,56%, enquanto o resultado dos três pregões de fevereiro é de queda de 0,19%.

Bancos centrais movimentam Bolsas ao redor do mundo

No exterior, os mercados foram impactados por movimentações de bancos centrais europeus e elevação nas taxas de juros no Reino Unido. O banco central da Inglaterra elevou a taxa básica de juros em 0,25 ponto percentual, chegando em 0,5%. Esse é o segundo aumento consecutivo da instituição, que espera que a inflação anual passe de 7% por conta dos baixos índices de desemprego e aumento dos salários.

O aumento vem em contrapartida ao Banco Central Europeu (BCE), que decidiu não alterar a política monetária no continente, apesar de sinais de que a inflação está alta na zona do euro.

“Esse cenário de alta nos juros e inflação pelo mundo tem impactado ativos de risco lá fora, principalmente ações de empresas mais expostas a riscos. Nessa história, o Brasil acaba se destacando. Mesmo caindo nesta quinta, cai menos que as bolsas internacionais”, afirma Rodrigo Santin, CIO da Legent Wealth Management.

Em Nova York, o Nasdaq perdeu 3,74%, o S&P 500 teve baixa de 2,38% e o Dow Jones recuou 1,45%. Na Europa, o índice Euro Stoxx 50 teve queda de 1,92%.

Copom e cenário fiscal seguem fazendo peso

O mercado segue repercutindo o comunicado do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, divulgado na quarta-feira (2), que elevou a taxa Selic em mais 1,5 ponto percentual, a 10,75%, maior patamar desde 2017.

A avaliação de economistas ouvidos pela Agência TradeMap é que, apesar de ter sinalizado o início do fim do atual ciclo de aperto monetário, que começou em março de 2021, quando a taxa Selic estava em 2% ao ano, o BC ainda depende de muitos fatores para decidir a magnitude das próximas altas e por quantas reuniões ainda elevará os juros.

Na seara fiscal, o presidente Jair Bolsonaro segue insistindo em incluir o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na proposta de emenda à Constituição (PEC) dos Combustíveis. Ainda não se sabe se todos os combustíveis e se a energia elétrica serão contemplados pela proposta, que deve ser apresentada nos próximos dias.

A alta dos preços dos combustíveis, junto com a reforma tributária, foi justamente um dos temas mais citados pelos senadores como prioritários na sessão legislativa de 2022, aberta ontem.

As propostas para reduzir a forte oscilação nos preços dos combustíveis devem ser uma das prioridades, na opinião de diversos senadores, entre eles o senador Esperidião Amin (PP-SC): “o Brasil tem duas prioridades para este começo de ano: primeiro, uma legislação que permita não repassar diretamente para o consumidor o impacto na oscilação do dólar no barril de petróleo. Tem que haver um amortecedor, seja tributário, sendo de fundo”, avaliou.

A proposta de reforma tributária, por sua vez, encontra-se na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e deve ser apreciada na reabertura dos trabalhos. “Acredito que o Senado cumpra seu papel e libere reformas que são demandas urgentes para o país, como as reformas tributária e administrativa. São reformas urgentes para a gente tentar diminuir o desemprego, que está batendo no teto, e a fome”, disse o senador Eduardo Girão (Podemos-CE).

Petrobras não resiste às polêmicas em torno dos combustíveis

Os preços do petróleo seguiram sua trajetória de alta, em meio à continuidade da tensão entre a Rússia e a Ucrânia e a manutenção da Opep+ de aumento de 400 mil barris por dia na produção de março. Apesar disso, as ações da Petrobras fecharam em baixa de 1,38%, ajudando a derrubar o Ibovespa.

De acordo com o diretor executivo Financeiro e de Relacionamento com Investidores, Rodrigo Araujo, a estatal vê a possibilidade de pagar dividendos em nível muito maior do que no passado, depois de ter melhorado seu nível de dívida.

“Dada a resiliência de nosso portfólio e a estrutura de capital que a gente tem hoje, a gente vê possibilidade de ter um nível de retorno em forma de dividendos muito maior do que o que a gente teve no passado e de fato ter uma distribuição muito mais consistente e robusta dos resultados”, disse Araujo.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por sua vez, voltou a afirmar que, se for eleito, irá acabar com a paridade internacional de preços da estatal. “Nós não vamos manter o preço da gasolina dolarizado. É importante que o acionista receba seus dividendos quando a Petrobras der lucro, mas eu não posso enriquecer o acionista e empobrecer a dona de casa que vai comprar um quilo de feijão e paga mais caro por causa da gasolina”, disse em entrevista à Rede RDR.

O presidente da estatal, Joaquim Silva e Luna, afirmou que a empresa tem tentado explicar que não pode segurar os preços. “Sabemos do prejuízo que é tentar segurar preços de forma artificial. Primeiro vamos perder muitos investimentos, dificultar importação”, declarou durante participação em evento organizado pelo banco Credit Suisse.

Destaques do pregão

No fechamento, as maiores quedas do Ibovespa eram de Locaweb (LWSA3), Marfrig (MRFG3) e Banco Inter (BIDI11), que perdiam 7,51%, 7,4% e 6,89%, respectivamente. As principais altas, por outro lado, eram de Ultrapar (UPGA3), Americanas (AMER3) e Tim (TIMS3), com avanços de 3,2%, 2,53% e 2,28%.

As ações de tecnologia, como Inter e Locaweb, caíram em bloco, impactadas pela forte queda de seus pares nos Estados Unidos depois da divulgação dos resultados da Meta.

Segundo o BTG Pactual, a situação da Locaweb de fato é desafiadora no curto prazo, em particular porque as aquisições recentes diminuem o nível de lucratividade que ela terá nos próximos meses. Porém, no longo prazo, a perspectiva é “brilhante”, na visão do banco.

A queda nas ações da Marfrig vem depois de as expectativas de aumento de posição da companhia na BRF terem sido frustradas. Além disso, a baixa segue uma tendência do setor, que caiu em bloco em um movimento de realização de lucros. Ainda, o CEO da Marfrig na América do Sul, Miguel Gularte, declarou, em evento do Credit Suisse, que projeta para 2022 a maior oferta de animais para abate dos últimos três anos.

A Cielo fechou em queda 6,01% depois da divulgação de seu balanço do quarto trimestre de 2021. A companhia registrou lucro líquido de R$ 336,9 milhões no período, alta de 13% em relação ao mesmo trimestre de ano anterior, o quinto aumento seguido nesse tipo de comparação. Em relação ao terceiro trimestre, o montante representa expansão ainda maior, de 59%.

Entretanto, de acordo com Jader Lazarini, analista da Agência TradeMap, algumas linhas levantam dúvidas. A base ativa de clientes caiu em todas as categorias. Na conta final, em 12 meses a empresa perdeu 199 mil clientes, terminando dezembro de 2021 com 1,2 milhão de usuários.

Assim, a dúvida do mercado é em qual estágio da transformação operacional prometida a Cielo realmente está. Além disso, suas margens seguem pressionadas em relação ao período pré-pandemia, o que não sustenta o otimismo dos investidores.

A Vale caiu 0,05%, apesar de o Itaú BBA ter aumentado seu preço-alvo para a ação da mineradora de R$ 90 para R$ 100, mantendo recomendação de compra, devido ao aumento dos preços do minério de ferro e ao nível de endividamento baixo da empresa. O banco estima ainda que os dividendos distribuídos sejam extraordinários e que o Ebitda seja maior.

Na outra ponta, a confirmação de alta de 1,5 p.p na Selic, em linha com as expectativas do mercado, e as indicações de menor ajuste nas próximas reuniões do Copom ajudaram empresas mais sensíveis às taxas de juros, como os setores de construção, educação e varejo, com destaque para Americanas. Outras ações que registraram fortes altas foram Yduqs (YDUq3) e CVC (CVCB3), com avanços de 2,18% e 2,09%, respectivamente.

As empresas do setor elétrico, como a Copel (CPLE6), que avançou 6,01%, subiram em bloco depois de o governo impor mais restrição para as usinas térmicas diante da melhora nos reservatórios. Segundo comentários da Ativa Investimentos, as medidas devem beneficiar sobretudo as geradoras e distribuidoras. Destaque também para Equatorial (EQTL3) e Eletrobras (ELET6), com ganhos de 1,96% e 1,98%.

Os bancos, por sua vez, se recuperaram das quedas de ontem, quando repercutiram os resultados abaixo do esperado do Santander (SANB11) no quarto trimestre de 2021, e fecharam em alta. Santander subiu 0,38%; Itaú (ITUB4), 1,16%; Banco do Brasil (BBAS3), 0,69%; e Bradesco (BBDC4), 1,47%.

Compartilhe: