Navegue:
Mercado aumenta projeção da inflação e diminui expectativa de crescimento do PIB, revela Boletim Focus

Mercado aumenta projeção da inflação e diminui expectativa de crescimento do PIB, revela Boletim Focus

Para 2022, a estimativa do IPCA subiu em 0,01 ponto percentual, de 4,17% para 4,18%, sendo a 13ª alta seguida

Banco Central. Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Por:

Compartilhe:

Por:

Os economistas do mercado financeiro subiram pela 28ª semana consecutiva a projeção para a inflação de 2021, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 8,59% para 8,69% – o que representa um avanço de 0,10 ponto percentual frente à leitura anterior.

Para 2022, a estimativa subiu em 0,01 ponto percentual, de 4,17% para 4,18%, sendo a 13ª alta seguida.

Os dados são do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 18, pelo Banco Central (BC), e que traz as previsões do mercado para os principais indicadores econômicos do país.

Vale lembrar que a meta de inflação de 2021 a ser perseguida pelo BC é de 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos. Contudo, a autarquia já deixou claro, em seu relatório trimestral de inflação, que a probabilidade de o indicador ultrapassar a meta imposta pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para este ano é de 100%.

BF 18 de outubro de 2021

PIB

A previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2021 caiu de 5,04% para 5,01%. Para o próximo ano, o mercado também diminuiu a expectativa de 1,54% para 1,50%.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve, sobretudo, para medir a evolução da economia.

Selic

Quanto à taxa básica de juros, a Selic, os analistas mantiveram as projeções de 2021 e de 2022 em 8,25% e 8,75% ao ano, respectivamente.

No dia 22 de setembro, o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa em 1 ponto percentual, para 6,25% ao ano. Desde março, a autarquia vem aumentando a Selic como forma de combater a alta da inflação.

Câmbio

Em relação ao câmbio, os analistas mantiveram a previsão de R$ 5,25 para este ano. Para 2022, o mercado manteve a estimativa do dólar em R$ 5,25.

Compartilhe:

Tags:

Compartilhe: