Resultados trimestrais da MRV, Minerva e outras empresas

Fachada da MRV
MRV (MRVE3)

A construtora MRV reportou lucro líquido de R$ 160 milhões no terceiro trimestre de 2019, cifra 8% inferior em relação ao mesmo período do ano passado. No comparativo com o trimestre anterior, a companhia também teve desempenho negativo, representando uma queda de 15,9%.

Para os analistas da Bloomberg, o lucro líquido da MRV ficou estimado em R$ 184,5 milhões no período entre julho e setembro deste ano.

Em contrapartida, a receita operacional líquida da construtora somou R$ 1,569 bilhão no 3T19, crescimento de 16,1% em comparação a um ano antes, quando registrou R$ 1,352 bilhão.

Minerva (BEEF3)

A Minerva Foods teve um prejuízo líquido de R$ 82,7 milhões entre julho e setembro de 2019, o que representa uma melhora de 37,3% em relação ao prejuízo reportado no terceiro trimestre de 2018, de R$ 132 milhões.

De acordo com a Minerva, o resultado ajustado por efeitos não-caixa e antes da apuração do IR e CS totalizou R$ 93,4 milhões no 3T19.

A receita líquida, por sua vez, atingiu R$ 4,511 bilhões ante R$ 4,337 bilhões um ano antes, uma melhora de 4% no comparativo anual.

Cogna (COGN3)

A Cogna, antiga Kroton, apresentou uma queda de 41,6% em seu lucro líquido ajustado entre julho e setembro de 2019, para R$ 208,6 milhões. Já o lucro líquido caiu ainda mais no 3T19, passando de R$ 338 milhões para R$ 20 milhões, cifra 94,1% inferior em comparação ao mesmo intervalo de tempo do ano passado.

Entretanto, a receita líquida da companhia deteve uma melhora de 21,3% no comparativo anual, atingindo R$ 1,516 bilhão no terceiro trimestre deste ano.

C&A (CEAB3)

A varejista C&A, recém companhia listada na bolsa de valores brasileira, registrou lucro líquido de 19,1 milhões de reais no 3T19, uma queda de 40,5% frente ao 3T18, quando atingiu 32,1 milhões de reais.

Porém, sua receita líquida total somou 1,251 bilhão de reais entre julho e setembro de 2019, uma variação positiva de 2,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando reportou 1,219 bilhão de reais.

Trisul (TRIS3)

A Trisul anunciou elevação de 102% em seu lucro líquido do período trimestral, atingindo o valor de R$ 42,6 milhões.

“No terceiro trimestre de 2019, tivemos um desempenho operacional bastante positivo, registrando aumento do VGV lançado e aceleração das vendas, elevação do lucro líquido e ampliação das margens. Destacamos o follow on, realizado com sucesso, disponibilizando recursos que serão utilizados para o pagamento de terrenos opcionados”, informou a companhia em seu release.

A receita operacional líquida atingiu o valor de R$ 218,4 milhões, alta de 42,4% em relação ao 3T18.

CPFL Energia (CPFE3)

A CPFL conseguiu atingir R$ 748 milhões em seu lucro líquido do terceiro trimestre, uma alta de 19,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em contrapartida, a receita operacional líquida caiu para R$ 7,746 bilhões no 3T19, ante R$ 8,130 bilhões registrados no 3T18, o que representa uma queda de 4,7%.

Foto: Divulgação