Mulheres ainda são minoria na bolsa e o TradeMap quer reverter essa situação

Mulheres ainda são minoria na bolsa, foto de Nelson Almeida - AFP via Getty Images

Apesar da presença feminina na bolsa de valores ter aumento mais do que o triplo, quando comparado a 2014, o número de mulheres que investem em renda variável ainda é pouco em relação aos homens, com cerca de 466 mil no total.

Dados da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) apontam que, em janeiro deste ano, a bolsa tinha 1,945 milhão de contas abertas. Desse total, os homens representavam cerca de 75%, enquanto as mulheres apenas 24%.

As mulheres com faixa etária entre 26 a 36 anos são as que mais acompanham o sobe e desce da bolsa, passando a marca de 135 mil investidoras.

São Paulo é o estado com maior número concentrado de investidoras do Brasil, com 195 mil CPFs cadastrados na bolsa, seguido por Rio de Janeiro (57 mil), Minas Gerais (40 mil) e Paraná (25 mil).

Por outro lado, a região Norte registrou os menores números da pesquisa. Amapá somou somente 451 investidoras, seguido por Roraima (547), Acre (570) e Tocantins (1.209).

A falta de informação é apontada como um dos principais motivos da discrepância feminina na bolsa, além da menor renda, que chega a ser 18% inferior à dos homens, e perfil mais conservador.

Alice Porto, conhecida na internet como Contadora da Bolsa, alega que não existe a cultura da mulher cuidar do dinheiro em casa e que, por isso, há uma diferença exorbitante entre o número de homens e mulheres investindo no mercado financeiro.

“Acho que a primeira coisa que a mulher tem que pensar é que dinheiro não tem gênero. Dinheiro todo mundo quer, conforto todo mundo quer. Hoje em dia muitas mulheres que são a dona de casa. A maior parte da renda está vindo delas”, comenta, acrescentando que “os números são legais, principalmente na hora em que você vê os dividendos entrando ali com o TradeMap.”

→ Leia também: o que são proventos?

Em média, as mulheres investem R$ 450 reais a menos do que os homens devido a diferença salarial, diz uma pesquisa realizada em janeiro de 2020 pelo Guiabolso.

A pesquisa também revela que 42% das entrevistadas coloca o dinheiro na poupança, apesar de ser o investimento com menor retorno financeiro. Já o percentual de homens que deixam suas reservas na caderneta é de 37,5%.

Comece a investir

Neste domingo (8) é comemorado o Dia Internacional da Mulher e, por isso, o TradeMap quer ajudar a mudar o cenário atual na B3. Por meio de artigos educacionais, queremos informar ao maior número de mulheres quais são os primeiros passos e os demais processos para investir no mercado.

A plataforma é repleta de ferramentas e funcionalidades que podem te auxiliar em todas as etapas e com diferentes tipos de investimentos, como:

  • Ações
  • Tesouro Direto
  • Títulos privados de Renda Fixa
  • Fundos
  • FIIs
  • ETFs
  • Opções

E muito mais!

 

Baixe agora mesmo o TradeMap e comece a investir com a ajuda do maior hub financeiro!

Foto: Nelson Almeida/AFP via Getty Images

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp