Opep+ concorda em estender corte de produção de petróleo, diz agência

Opep, foto de Leonhard Foeger/Reuters
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

[vc_column width=”1/1″][vc_column_text css=”.vc_custom_1580925754915{padding-right: 13% !important;padding-left: 13% !important;}”]

Em reunião realizada no último sábado, 6, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+) concordaram em estender o corte de 9,7 milhões de barris de petróleo por dia até o fim de julho, segundo informações da agência Bloomberg.

Em abril, os preços da commodity despencaram devido a redução da demanda do produto em meio à pandemia provocada pelo novo coronavírus. Contudo, a decisão acordada pela Opep+ foi essencial para a recuperação do petróleo.

De acordo com a Bloomberg, o acordo é uma vitória para a Arábia Saudita e Rússia, que passaram uma semana persuadindo Iraque, Nigéria e outras nações a cumprirem suas obrigações acertadas no mês retrasado.

A Opep+ adotou novos métodos mais rigorosos para garantir que os membros da organização não quebrem o acordo. Segundo a agência, se um dos países não implementar 100% dos cortes de produção em maio e junho, terá que efetuar reduções extras de julho a setembro.

Foto: Leonhard Foeger/Reuters

[/vc_column_text][/vc_column]

Leia também:   Bye, Bye, Brasil: Gestores de multimercados saem da bolsa brasileira e aumentam posição em ações globais

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.