A economia dos EUA cresceu 6,4% no primeiro trimestre

Estímulos econômicos do governo Biden impulsionaram fortemente os negócios e aumentaram o consumo dos americanos

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 6,4% no primeiro trimestre deste ano, em uma taxa anualizada*, de acordo com relatório divulgado nesta quinta-feira, 29.  

O crescimento da economia do país norte-americano ficou ligeiramente abaixo do que esperavam os economistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam uma expansão de 6,5%. Porém, o valor mostra uma aceleração a partir do crescimento trimestral de outubro, novembro e dezembro, que foi de 4,3%. 





Quando ajustado pela inflação de bens e serviços produzidos internamente, o PIB subiu para US$ 19,1 trilhões anualizados, muito próximo do pico pré-pandêmico dos EUA, que era de quase US$ 19,3 trilhões.

De acordo com o escritório de análise econômica (BEA, na sigla em inglês) americano, os dados refletem a recuperação nos Estados Unidos neste começo de ano. 

Os gastos pessoais dos cidadãos aumentaram 10,7% neste primeiro trimestre ante o período anterior. Nos últimos três meses de 2020, ficaram em valores muito mais modestos, de 2,3%.

Política econômica do governo Biden 

No começo de 2021, o presidente Joe Biden liberou US$ 1,9 trilhão para ser utilizado como subsídio financeiro para os americanos. Com isso, as famílias receberam cheques de mais de mil dólares que permitiram maiores gastos com bens de consumo. 

Não só, o intenso ritmo de vacinação no país também ajuda cidades e estados a diminuírem suas restrições aos negócios e reabrirem comércios, escolas, restaurantes.





Cerca de 30% da população norte-americana está vacinada. A expectativa do governo é de que em julho, a imunidade de rebanho já seja uma realidade. 

* Observação: os EUA utilizam uma metodologia diferente para o cálculo do PIB. No Brasil, o IBGE divulga o crescimento trimestral em relação ao trimestre imediatamente anterior e em relação ao mesmo período do ano anterior. Já nos EUA, a taxa anualizada significa a variação do PIB se esse percentual de crescimento ou queda se repetisse por um ano inteiro.

Foto: Vlad Hilitanu/Unsplash

Leia também:   Califórnia lança pacote de US$ 100 bilhões para recuperar economia estadual

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp