Ibovespa cai 0,19%, cenário político, indicadores econômicos e o que move o mercado hoje

Foto: iStock

Logo Trademap

Por:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Por:

Após passar boa parte do dia no campo positivo, o Ibovespa, principal indicador da B3, encerrou em queda de 0,19% no pregão desta terça-feira, 14, aos 116.180,55 pontos, seguindo as baixas do mercado externo. 

O mau humor se deu pelos possíveis aumentos de impostos para cobrir o pacote de infraestrutura do presidente norte-americano Joe Biden, que acabou por neutralizar o dado sobre a inflação, que veio abaixo do esperado.  





inflação ao consumidor (CPI) de agosto ficou em 0,3% em agosto, abaixo das projeções feitas pelos economistas da Refinitiv, que previam alta de 0,4%, reduzindo, por hora, o temor dos investidores pela retirada dos estímulos por parte do Federal Reserve.  

Em Wall Street, o Dow Jones recuou 0,84%, aos 34.577 pontos. S&P 500 caiu 0,57%, a 4.443 pontos, seguido pelo Nasdaq, que teve baixa de 0,45%, aos 15.037 pontos. 

No Brasil, o relator da PEC, deputado Darci de Matos (PSD-SC), apresentou seu parecer à CCJ da Câmara deputados ontem, devendo refletir ainda hoje. 

Ainda na parte política, os investidores deverão manter no radar o desenrolar, no Senado, da reforma do Imposto de Renda e da privatização dos Correios. 

Outro fator que movimenta os negócios é a crise hídrica.  





Ontem, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) comunicou que o sistema conseguirá atender à demanda por energia, apesar da escassez de chuvas.  

Segundo o diretor-geral do ONS, Luiz Carlos Ciocchi, a antecipação de obras de geração e transmissão e a flexibilização de critérios de transmissão de energia entre as regiões do país poderão mitigar os impactos da crise hídrica. 

No entanto, Ciocchi destacou que o cenário ainda é incerto e que as condições do setor irão depender das chuvas no período úmido, que tem início no fim de novembro. 

Agenda Econômica 

Para esta quarta-feira, 15, a agenda econômica interna reserva o IBC-BR, considerado uma prévia do PIB, que será divulgado às 9h (horário de Brasília). 

Enquanto isso, nos Estados Unidos, terá a divulgação da Produção Industrial e dos Estoques de Petróleo Bruto. 

Leia também:   Após sexta animada, mercado global começa semana em queda

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais