Navegue:
Viciados em Pix: Dispara o número de usuários que fazem mais de 30 pagamentos instantâneos ao mês

Viciados em Pix: Dispara o número de usuários que fazem mais de 30 pagamentos instantâneos ao mês

Pesquisa da Febraban aponta que número de contas abertas no ambiente digital superou os canais físicos em 2021

Pix e dinheiro

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

O Pix está cada vez mais no dia a dia dos brasileiros, e já há a categoria de “viciados” nos pagamentos instantâneos. Levantamento da Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) mostra que quase quatro milhões de pessoas fazem mais de 30 Pix por mês, ou seja, ao menos uma operação dessa por dia.

Em março de 2022, 3,9 milhões de usuários realizaram ao menos 30 pagamentos com Pix. Outros 2,8 milhões tiveram ao menos 30 recebimentos por pagamentos instantâneos.

“Tivemos uma adesão ao Pix muito grande e muitas dessas operações não competem com os outros pagamentos. São micropagamentos (que estavam foram do sistema) e a inclusão de um público novo”, disse Rodrigo Mulinari, diretor de tecnologia da Febraban.

A entidade apresentou nesta quinta-feira (21) o terceiro volume da pesquisa Tecnologia Bancária 2022, feita em parceria com a consultoria Deloitte, que mostra o avanço dos canais digitais.

O levantamento mostra que o número de usuários frequentes do meio de pagamento – que utilizam o meio de pagamento mais de 30 vezes ao mês – cresceu em nove vezes entre março de 2021 e março de 2022. No caso dos recebimentos, o avanço foi superior a cinco vezes. O Pix teve início em novembro de 2020.

Para Mulinari, o Pix ajudou a alavancar os meios digitais de pagamento. Segundo ele, o avanço do Pix Garantido, que permite o parcelamento de compras, irá inaugurar uma nova fase dessa categoria. “O Pix garantido vai dar uma nova alavancada e o crescimento vai continuar”, afirmou o executivo.

Leia mais:
O novo tipo de Pix que ameaça o cartão de crédito – e como bancos e maquininhas devem ser afetados

O Pix contava com 51 milhões de usuários cadastrados em março de 2022, um crescimento de 72% na comparação com os 29,2 milhões do mesmo mês do ano anterior.

Canais digitais

A pesquisa aponta também que, das 119,5 bilhões de transações financeiras registradas em 2021, 70% foram feitas em canais digitais (como mobile e internet banking).

Esse total, de 119,5 bilhões, representa um crescimento de 15% em relação ao de 2020.

Só o mobile banking totalizou 67,1 bilhões, uma alta de 28% entre os dois períodos. Segundo a Febraban, o cliente desse segmento acessou os canais bancários por aplicativo do celular cerca de 40 vezes ao mês em 2021, ante 24 vezes em 2020.

Outro dado mostra que 10,8 milhões de contas foram abertas por meios digitais em 2021, ultrapassando os demais canais, com crescimento de 66% na comparação com o ano anterior.

De acordo com a Febraban, 9,9 milhões de contas foram abertas pelos canais físicos, crescimento de 16% ante 2020.

Em relação ao open finance, em que os dados do cliente podem ser compartilhados com outras instituições para a oferta de produtos e serviços, o consentimento para doação de dados cresceu 18% entre as pessoas físicas. Desses, 95% optaram pelo compartilhamento pelo período de 12 meses.

Dentre os dados compartilhados, 33% foram de contas (limite, extrato e saldo); 23%, obrigatórios (cadastrais); 22%, referentes a cartão de crédito (limite, fatura e transações); e outros 22%, sobre operação de crédito (direitos creditórios descontados e financiamentos).

⇨ Quer conferir quais são as recomendações de analistas para as empresas da Bolsa? Inscreva-se no TradeMap!

Compartilhe:

Tags:

Compartilhe: