Navegue:
De negativo para positivo: Oi (OIBR3) reverte prejuízo e lucra R$ 1,78 bilhão no 1º trimestre

De negativo para positivo: Oi (OIBR3) reverte prejuízo e lucra R$ 1,78 bilhão no 1º trimestre

Desempenho financeiro líquido de R$ 1,87 bilhão puxou o resultado no período, destacou a companhia

Foto de fachada de loja da Oi, com foco no logo

Foto: Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

Depois de uma longa espera, a Oi (OIBR3) finalmente divulgou seu balanço relativo ao primeiro trimestre deste ano na noite de terça-feira (28). No período, a empresa teve um lucro de R$ 1,78 bilhão, revertendo o prejuízo de R$ 3,03 bilhões registrado no mesmo período de 2021.

De acordo com a companhia telefônica, o lucro relativo ao período de janeiro a março deste ano deve-se ao resultado financeiro líquido de R$ 1,87 bilhão.

No trimestre, o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, amortização e depreciação) da Oi ficou em R$ 1,25 bilhão, um avanço de 9,9% na comparação anual. E a margem Ebitda cresceu 2,8 pontos percentuais, para 28,4%.

A receita líquida consolidada da companhia totalizou R$ 4,41 bilhões, uma redução de 0,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. Por sua vez, A receita líquida das operações brasileiras somou R$ 4,38 bilhões, em linha com o registrado no primeiro trimestre de 2022.

Os números de receita vieram em linha com os divulgados de modo prévio pela Oi, no início do mês.

A apresentação da última linha do balanço e dados finais de receita e Ebitda, porém, havia sido adiada duas vezes. Segundo a companhia, o adiamento ocorreu em razão da complexidade da segregação de ativos móveis vendidos para as suas concorrentes e da obtenção de pareceres de auditores independentes a respeito dessas operações.

⇨ Quer conferir quais são as recomendações de analistas para as empresas da Bolsa? Inscreva-se no TradeMap!

Compartilhe:

Tags:

Compartilhe: