Navegue:
brMalls (BRML3) levará a conselho nova proposta de aquisição da Aliansce Sonae (ALSO3)

brMalls (BRML3) levará a conselho nova proposta de aquisição da Aliansce Sonae (ALSO3)

Conselho de administração da brMalls avaliará os termos e condições da nova proposta da Aliansce, de R$ 1,850 bilhão

shopping - shutter

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

A novela da compra da brMalls (BRML3) segue no radar dos investidores. Desta vez, a administradora de shoppings afirmou que o conselho de administração da companhia avaliará os termos e condições da nova proposta da Aliansce Sonae (ALSO3).

A Aliansce vêm tentando adquirir a empresa desde o ano passado. Desta vez, vai oferecer pagamento em dinheiro de R$ 1,850 bilhão, o que corresponde a R$ 500 milhões a mais se comparado com o valor originalmente proposto, ou 37% acima do apresentado a brMalls em janeiro.

Leia mais:
O que Aliansce Sonae (ALSO3) e Gafisa (GFSA3) viram na brMalls (BRML3)?

A oferta atual inclui a entrega de 276 milhões de ações de emissão de Aliansce, representativas de 51,08% do capital social da companhia a ser criada a partir da fusão. Isso equivale a uma relação de substituição de uma ação de emissão da brMalls para 0,33 ação de emissão de Aliansce.

A Aliansce ressaltou que a nova proposta representa um acréscimo de 10,9% em relação ao valor da oferecida originalmente e de 16,1% na comparação com o valor de cotação das ações de emissão da brMalls no dia anterior
à divulgação da intenção de combinação de negócios, em 14 de janeiro.

Histórico das negociações

A Aliansce Sonae havia feito proposta de R$ 7 bilhões para adquirir a companhia. A brMalls recusou a oferta da Aliansce na ocasião, mas a empresa disse em janeiro que não havia desistido das negociações.

Contudo, segundo informações da Coluna do Broadcast, do jornal Estadão do dia 25 de fevereiro, a brMalls está disposta a negociar com a concorrente. O negócio aconteceria se a Aliansce estivesse disposta a negociar um prêmio de controle.

A XP Investimentos considerou a investida da Aliansce positiva, e vê com bons olhos uma potencial fusão.

“A Aliansce Sonae vem aumentando a posição na brMalls e argumentando a favor da fusão, e que, no caso de uma possível assembleia, eles já teriam uma posição relevante para brigar pelo negócio. É importante mencionar que os acionistas em comum atingiram cerca de 30% do total das ações”, afirmaram Ygor Altero e Renan Manda, analistas da corretora, em relatório. 

Além disso, no fim de janeiro de 2021, um dos principais acionistas da Aliansce Sonae, o Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB), também acionista da brMalls, aumentou a sua participação na segunda para 5,76%.

Além da Aliansce, no dia 17 de fevereiro a Gafisa (GFSA3), empresa administrada pelo empresário Nelson Tanure, comunicou interesse em comprar a brMalls.

No caso da Gafisa, a empresa afirmou que mantém conversas com diversos agentes do mercado no intuito de identificar oportunidades de compra, incluindo a brMalls, mas ainda não fechou nenhum tipo de negócio. Os possíveis valores e percentuais de uma eventual compra não foram divulgados.

Leia também:
Aliansce (ALSO3) e brMalls (BRML3) discutem fusão que criaria gigante dos shoppings

Compartilhe: