Navegue:
“Prévia do PIB”: atividade econômica medida pelo BC sobe 4,5% em 2021

“Prévia do PIB”: atividade econômica medida pelo BC sobe 4,5% em 2021

Em dezembro, IBC-Br avançou 0,33%, abaixo das expectativas do mercado

Crédito: Shutterstock
Por:

Compartilhe:

Por:

Com o impulso do volume de serviços e indústria, o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) mostrou uma expansão de 0,33% em dezembro em relação a novembro, segundo dados divulgados pelo BC nesta sexta (11). No acumulado do ano, o indicador registrou um avanço de 4,5%.

O crescimento apresentado em dezembro, porém, veio abaixo do esperado por analistas. A expectativa era de um aumento de 0,60%, segundo estimativas dos especialistas ouvidos pela Broadcast, da Agência Estado.

O desempenho de novembro foi revisado para baixo, de uma alta de 0,69% para um aumento de 0,51%.

O trio de pesquisas divulgadas mensalmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para o mês de dezembro, mostrando o desempenho de indústria, comércio e serviços, apresentaram dados melhores do que o esperado pelo mercado para o último mês de 2021.

Após cinco quedas consecutivas e variação nula em novembro, a produção industrial subiu 2,9% em dezembro, encerrando o ano passado com alta de 3,9% em relação a 2020. Os serviços também surpreenderam e cresceram 1,4% no mês retrasado, o dobro do estimado por analistas.

Já o comércio teve queda de 0,1%, um desempenho negativo, mas uma retração abaixo do que esperado por economistas.

Leia mais

Para os próximos meses, as perspectivas não são otimistas, por causa da pressão da inflação, que está bastante disseminada em um patamar alto, a baixa confiança tanto do consumidor quanto do empresário e o espalhamento da variante Ômicron do coronavírus.

Analistas ouvidos semanalmente pelo Boletim Focus, do BC, esperam que o PIB cresça 0,30% neste ano.

O que é o IBC-Br?

É um indicador que foi criado pelo Banco Central para medir a atividade econômica mensal do país, ajudando a instituição a determinar o rumo da política monetária. Tem uma metodologia diferente da usada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para apurar o PIB (Produto Interno Bruto).

O IBC-Br incorpora projeções para serviços, comércio, indústria e agropecuária, bem como o impacto dos impostos sobre os produtos.

Compartilhe:

Compartilhe: