Navegue:
Ministério da Economia prevê alta do PIB para 5,3% em 2021

Ministério da Economia prevê alta do PIB para 5,3% em 2021

A projeção do IPCA também foi revisada para cima, para 5,9%

PIB Marcos Santos USP Imagens
Por:

Compartilhe:

Por:

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia elevou a previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) do país, de 3,5% para 5,3% neste ano, de acordo com o Boletim Macrofiscal publicado nesta quarta-feira, 14.  

No primeiro trimestre de 2021, a economia brasileira cresceu 1,2% na margem (com ajuste sazonal, e 1% no comparativo interanual, positivo novamente após quatro trimestres. 

Os analistas do mercado vêm aumentando as expectativas para o PIB desde março, devido ao avanço da vacinação contra a covid-19 e à divulgação de resultados de indicadores de atividade positivos. 

De acordo com o boletim, para o segundo trimestre, o crescimento do PIB deve ser de 12,9% em relação ao ano anterior.  

Para 2022, a projeção do avanço da atividade econômica ficou em torno de 2,5%. 

Para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, o aumento foi de 0,85 ponto percentual (p.p), para 5,9%.  

Apesar de estar acima do teto da meta de inflação estipulada pelo Conselho Montário Nacional (CMN), de 5,25%, o valor projetado deve retornar para o centro da meta, de 3,5%, a partir do próximo ano, de acordo com o boletim. 

“A economia brasileira está tendo recuperação econômica a taxas mais altas que nas retomadas após crises passadas. Para que a retomada continue e este crescimento seja sustentável no longo prazo, é necessário insistir na consolidação fiscal e em reformas estruturais pelo lado da oferta, que resultarão em aumento de produtividade e correção de má alocação de recursos”, diz o documento. 

inflação de junho, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), subiu 0,53%. Em 12 meses, o índice acumulou alta de 8,35%. 

 Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Compartilhe: