Navegue:
Arrecadação federal registra alta recorde de 24,49% no 1º semestre, para R$ 881 bilhões

Arrecadação federal registra alta recorde de 24,49% no 1º semestre, para R$ 881 bilhões

Essa é maior arrecadação acumulada no período já reportada em toda série histórica pela Receita Federal

Dinheiro, foto de João Geraldo Borges Júnior - Pixabay
Por:

Compartilhe:

Por:

Em junho, a arrecadação de impostos, contribuições e demais receitas federais chegou à casa dos R$ 137,169 bilhões, apontou a Secretaria Especial da Receita Federal na manhã desta quarta-feira, 21.

Dessa forma, em comparação ao mesmo período do ano anterior, houve aumento real de 46,77%, levando em consideração a inflação descontada.

Com isso, a arrecadação do mês passado foi a segunda maior da série histórica, iniciada em 1995. Ela só fica atrás de 2011, quando as receitas federais totalizaram R$ 143,8 bilhões, em valor atualizado pela inflação.

No primeiro semestre, os dados oficiais da Receita Federal revelam que a arrecadação somou R$ 881,9 bilhões, avanço de 24,49% em relação aos seis primeiros meses de 2020, também descontada a inflação.

Essa é maior arrecadação acumulada no período já reportada em toda série histórica. Segundo a RF, o resultado apresenta o nível mais alto de um primeiro semestre em 27 anos.

De acordo com a entidade, a expansão da arrecadação federal nos últimos meses foi influenciada pelo crescimento da economia brasileira, que tem sido pouco afetada pela segunda onda de Covid-19.

Para ver mais informações sobre o relatório, acesse aqui.

Foto: Pixabay

Compartilhe: