Prévia de índice de indústria e serviços nos EUA atinge mínimas

bandeira americana casa branca

A atividade empresarial dos Estados Unidos atingiu novas mínimas recordes neste mês, com a pandemia de Covid-19 barrando a produção industrial e de serviços.

De acordo com dados preliminares divulgados nesta quinta-feira (23) pela empresa IHS Markit, o Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) Composto caiu para 27,4 em abril, ante 40,9 registrado em março.

Com isso, os dados apontam a maior queda mensal desde que a série começou em 2009, além do menor nível atingido já registrado. Uma leitura abaixo de 50 indica uma retração na produção do setor privado.

O PMI preliminar do setor de serviços teve queda recorde de 27,0 pontos em abril, de 38,0 em março. O resultado ficou abaixo do esperado por analistas consultados pelo Wall Street Journal, de 32,0.

Já o PMI da indústria recuou para 36,9 pontos, frente aos 48,5 registrados no mês anterior. Embora tenha ficado um pouco acima da expectativa, de 35,0, é o menor nível em quase 12 anos.

“A pandemia de covid-19 golpeou a economia dos EUA em abril com ferocidade não vista anteriormente na história. A deterioração do PMI preliminar indica uma taxa de contração superior até mesmo à que foi vista auge da crise financeira global, com empregos também sendo cortados em uma velocidade nunca registrada antes pela pesquisa”, disse em comunicado o economista-chefe da IHS Markit, Chris Williamson.

Foto: Deposit Photos