Prévia de índice de indústria e serviços nos EUA atinge mínimas

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A atividade empresarial dos Estados Unidos atingiu novas mínimas recordes neste mês, com a pandemia de Covid-19 barrando a produção industrial e de serviços.

De acordo com dados preliminares divulgados nesta quinta-feira (23) pela empresa IHS Markit, o Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) Composto caiu para 27,4 em abril, ante 40,9 registrado em março.





Com isso, os dados apontam a maior queda mensal desde que a série começou em 2009, além do menor nível atingido já registrado. Uma leitura abaixo de 50 indica uma retração na produção do setor privado.

O PMI preliminar do setor de serviços teve queda recorde de 27,0 pontos em abril, de 38,0 em março. O resultado ficou abaixo do esperado por analistas consultados pelo Wall Street Journal, de 32,0.

Já o PMI da indústria recuou para 36,9 pontos, frente aos 48,5 registrados no mês anterior. Embora tenha ficado um pouco acima da expectativa, de 35,0, é o menor nível em quase 12 anos.

“A pandemia de covid-19 golpeou a economia dos EUA em abril com ferocidade não vista anteriormente na história. A deterioração do PMI preliminar indica uma taxa de contração superior até mesmo à que foi vista auge da crise financeira global, com empregos também sendo cortados em uma velocidade nunca registrada antes pela pesquisa”, disse em comunicado o economista-chefe da IHS Markit, Chris Williamson.

Foto: Deposit Photos

Leia também:   Cyrela registrou alta de 588,4% no lucro do 1º tri, para R$ 192 milhões

Tags:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp