O que é o come-cotas?

Getty Images

Quem investe em Fundos de Investimento já deve ter ouvido falar em “come-cotas”. Mas o que isso quer dizer, afinal de contas?

Come-cotas nada mais é do que o imposto que incide sobre aplicações em fundos de investimentos. De uma forma mais clara, o termo é usado para identificar a antecipação ao recolhimento de Imposto de Renda em determinados fundos com classificação tributária de longo e curto prazo.

É importante ressaltarmos que esse imposto representa apenas o rendimento no período e não sobre todo o capital investido no fundo.

Essa cobrança é realizada a cada seis meses, no último dia útil de maio e novembro.

O que significa?

O termo, que soa engraçado, faz menção ao próprio segmento deste mercado, uma vez que o investidor que compra uma cota do fundo de investimento é chamado de cotista.

Por isso, o nome “come-cotas” deduz as cotas desses investidores, em alíquotas que variam de 15% a 22,5%.

E como funciona o come-cotas?

Em linhas gerais, o come-cotas funciona como uma cobrança antecipada do imposto devido aos seus rendimentos. Essa arrecadação segue uma tabela regressiva, de acordo com o tempo de investimento para cada fundo.

  • Curto prazo: 20% a 22,5%
  • Longo prazo: 15% a 22,5%

O cálculo da diferença entre o valor antecipado pelo come-cotas e o IR ocorre no momento em que o investidor decide resgatar tal aplicação.

Para saber o quanto foi recolhido dos investimentos, o investidor deve ficar atento ao extrato de sua movimentação, que é apresentado como um resgate de cotas.

Como efetuar o come-cotas no TradeMap?

Para ter o valor do saldo de fundos atualizado no TradeMap, o investidor deve seguir alguns processos simples. Vejamos: