Em véspera de feriado, Ibovespa recua 0,58%; ata do Fomc e inflação nos EUA e na China estão no radar na semana

mercado financeiro depositphotos

Foto: DepositPhotos

Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O Ibovespa fechou em queda de 0,58% na segunda-feira, 11, aos 112.180 pontos, acompanhando o desempenho do mercado externo, em um novo dia de preocupações com a escalada global da inflação.  

A disparada nos preços das commodities, principalmente do petróleo e do minério de ferro, acenderam os temores sobre a manutenção da alta no custo de energia.  

Com isso, o setor de mineração avançou no pregão, com as ações da Vale (VALE3) em alta de 2,07%, junto dos papéis da CBA (CBAV3), que subiram 5,26%, da CSN Mineração (CMIN3), com valorização de 3,53%, e da Bradespar (BRAP4), com ganhos de 2,87%. 

As ações da Embraer lideraram as altas do Ibovespa, com avanço de 5,21%, após a empresa anunciar um acordo com a NetJets, que consiste na entrega de até 100 jatos Phenom 300 por US$ 1,2 bilhão. 

Na direção oposta, o dia foi negativo para os papéis de bancos, que lideraram as baixas do índice. As units do Banco Inter (BIDI11) tiveram o pior desempenho do dia, com queda de 10%, seguidas pelas ações do Inter (BIDI4), que recuaram 9,88%, e do Banco Pan (BPAN4), com desvalorização de 7,76%. 

O setor de varejo também registrou grandes perdas na sessão. As ações da Petz (PETZ3) caíram 5,98%, acompanhadas por Magazine Luiza (MGLU3), com queda de 3,87%, Grupo Soma, com baixa de 2,17%, e Lojas Renner, com baixa de 1,90%. 

Internamente, o Boletim Focus mostrou nova revisão para as projeções da inflação no país, na 27ª semana consecutiva de aumento. A previsão para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2021 subiu de 8,51% para 8,59%. Para 2022, a projeção avançou de 4,11% para 4,17%.  

Os investidores deverão seguir acompanhando nesta semana o desenrolar da crise energética global e a elevação dos preços da matéria-prima, com destaque para o minério e o petróleo. 

A semana ainda será marcada pelo início da divulgação de resultados de grandes bancos nos Estados Unidos referentes ao terceiro trimestre de 2021. 

Além disso, seguirão no radar eventuais sinalizações sobre a retirada de estímulos da economia americana e da crise imobiliária na China. 

Agenda Econômica 

Em retorno de feriado, a agenda econômica interna desta quarta-feira, 13, vem bem fraca, sem indicadores relevantes a serem divulgados.  

Por outro lado, no exterior, destaque para dados de inflação na China e nos Estados Unidos, além da ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, o banco central americano). 

Esta quarta-feira ainda reserva números da balança comercial de setembro da China e de agosto no Reino Unido, além da produção industrial de agosto na Zona do Euro e do Reino Unido. 

Leia também:   Mesmo com variante Ômicron no radar, mercado global opera em alta à espera de indicadores

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais

Não vá ainda...

Baixe o nosso App!

O maior hub do mercado financeiro
na palma da sua mão!

Popup out planos