Frigoríficos brasileiros perdem R$ 1,76 bilhão em valor de mercado

fachada predio jbs

Após notícias de que a China compraria “grandes volumes” de soja e carne suína dos Estados Unidos, os frigoríficos brasileiros perderam, somente ontem, R$ 1,76 bilhão em valor de mercado. Empresas como BRF (BRFS3), JBS (JBSS3), Marfrig (MRFG3), Minerva (BEEF3) operaram em queda no Ibovespa nesta última quinta-feira.

Os dados foram apurados pelo Valor Data com base nos números da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão).

A JBS foi a companhia que mais sofreu com a notícia e perdeu sozinha R$ 1,1 bilhão, acompanhada da BRF com queda de R$ 471 milhões em seu valor de mercado. O valor da Marfrig caiu em R$ 192 milhões, enquanto a Minerva teve a menor perda, de apenas 4 milhões de reais.

Segundo a Bloomberg, os chineses pretendem comprar 100 mil toneladas de carne de porco dos EUA. Este movimento faria parte para colocar um fim à guerra comercial, que já dura mais de 15 meses.

Resultado

Apesar dos dados chineses apontarem que o país aumentou em 76% as importações de carne suína em agosto deste ano, comparando ao mesmo período de 2018, e da China autorizar mais 25 frigoríficos brasileiros a exportar carne à segunda maior economia do mundo, as empresas brasileiras são afetadas devido à tensão global da guerra comercial entre os dois países.

Em meio ao surto de peste suína africana, a China vem cada vez mais importando o produto de outros países, mas o clima instável com os Estados Unidos não deixa uma posição muito confortável para os frigoríficos brasileiros.

Lembre-se que você pode acompanhar os ativos em tempo real dessas companhias direto pelo TradeMap.

Foto: O Globo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp