Estudo revela que mercado de capitais está mais atrativo para PF

Mercado de capitais

Uma pesquisa realizada pela empresa de auditoria Deloitte junto com o IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) revelou que o mercado de capitais está mais atrativo para as pessoas físicas, devido os juros menores, popularização das plataformas de investimentos e aumento de agentes desse setor. As informações são do jornal DCI.

De acordo com o estudo, seis em cada dez empresas perceberam um crescimento de investidores individuais. Ao todo, 64 companhias listadas na bolsa brasileira participaram da entrevista, o que representa 60% da percepção.

Qual foi o motivo?

Diante a queda da taxa Selic, de 14,25% em outubro de 2016 para 6,50% em março de 2018, a rentabilidade de títulos em renda fixa diminuiu consideravelmente. Dessa forma, as ações negociadas em bolsa relativamente mais atrativas e ganharam mais mercado.

Ainda sobre o estudo, 55% das empresas disseram que o interesse pelo mercado de capitais foi em decorrência da popularização de plataformas de aplicação. Já a baixa da taxa de juros representou 36%, o mesmo número em relação à confiança sobre a recuperação da economia. Além do mais, 33% das companhias apontaram o crescimento de agentes autônomos de investimento.

“Todos os motivos têm o seu percentual, mas o principal é a baixa taxa de juros, sem dúvida”, afirma o presidente da diretoria executiva do IBRI, Guilherme Setubal.

O aumento de canais do YouTube sobre educação financeira também ajudou a alavancar o interesse da PF sobre o mercado de ações (cerca de 21%), além do esforço das próprias empresas para captarem investidores (21%).

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp

Assine a nossa Newsletter!