CCJ aprova último relatório e proposta segue ao Plenário

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou nesta tarde, 22, o relatório das emendas sobre a reforma da Previdência, do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), com quatro modificações. A proposta de emenda à Constituição (PEC) agora segue ao Plenário, onde deve ser votada ainda hoje.

→ Leia também: Reforma da Previdência pode ser concluída nesta terça-feira





O relatório sofreu alterações sugeridas após a aprovação da matéria em primeiro turno e, depois que passar pelo Plenário, ficará concluída a tramitação da PEC no Congresso.

No primeiro turno, o texto-base foi aprovado no Senado por 56 votos contra 19. Para a reforma ser aprovada hoje, a proposta precisa de, pelo menos, 49 votos a favor. Somente após ser promulgada em sessão do Congresso que ela fará parte da Constituição.

“Houve espírito público, um entendimento que o Brasil tem pressa, um senso de urgência. Os senadores estão preocupados com o país, com a crise econômica, mesmo a política, e têm consciência que, votando a favor ou contra, nós precisamos virar essa página. E a página, a partir de hoje, vai ser virada para que possamos pensar nas outras pautas econômicas e sociais de que o Brasil precisa”, disse a presidente da CCJ, Simone Tebet (MDB-MS).

Segundo a Agência Senado, o relatório de Tasso Jereissati (PSDB-CE) foi aprovado com quatro modificações redacionais. Ele acatou emenda do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) para ajustar a cláusula de vigência relativa a mudanças nos regimes próprios de servidores públicos nos estados, Distrito Federal e municípios.

Foto: Pedro França/Agência Senado





Leia também:   Vivara reporta queda de 79,4% no lucro do 1º trimestre de 2021

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp