TIM anuncia alta de 57,9% do lucro no 1º trimestre, para R$ 277 milhões

Empresa de telecomunicações também anunciou a venda de 49% da unidade FiberCo

Logo Trademap

Por:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Por:

A operadora de telecomunicações TIM (TIMP3) registrou lucro líquido de R$ 277 milhões no primeiro trimestre de 2021, de acordo com resultados divulgados na quinta-feira, 05. Trata-se de uma alta de 57,9% frente ao mesmo período de 2020. Com isso, o lucro por ação obtido no trimestre foi de R$ 0,11, ganho de 57,14% frente os R$ 0,07 do 1T20. 

Mesmo com números positivos, a TIM viu seus registros de receita líquida serem limitados pela segunda onda da pandemia, no mês de março. O valor arrecadado ficou em R$ 4,34 bilhões, com um crescimento modesto de 3% frente ao mesmo período de um ano atrás, quando foi R$ 4,21 bilhões. 





Já a receita líquida de serviços avançou 3,3% na comparação anual, com todos os componentes de serviços contribuindo positivamente no período. Separadamente, a receita de telefonia móvel cresceu 2,8%, enquanto a de serviço fixo avançou 12,1%.

Um serviço que teve destaque neste primeiro trimestre foi o TIM Live, que teve um avanço de 20,4% na receita em um ano e um aumento na base de clientes de 13,3%, para 662 mil conexões. A receita média por usuário (ARPU) móvel teve um crescimento de 6,6% no período, para R$ 25,50. Enquanto a base móvel de clientes caiu 2,1%, para 51,728 milhões. 

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do 1T21 totalizou R$ 2,02 bilhões, registrando aumento de 4,5% na comparação com o 1T20. A margem Ebitda normalizada atingiu 46,6%, o que se traduz em uma expansão de 0,7 p.p. em comparação com o 1T20. 

Outros números do relatório 

Os investimentos (Capex) totalizaram R$ 1,3 bilhão, alta de 46,5% na comparação anual, com a retomada de projetos em 2020 e o início da preparação para recebimento dos ativos da Oi Móvel. 

O Opex (despesas operacionais e investimentos em manutenção de equipamentos) permanece sob controle, com queda de 34,5% na provisão para devedores duvidosos (PDD), na comparação entre os primeiros trimestres de 2020 e 2021.





A relação de alavancagem dívida líquida/Ebitda ficou em 0,70x no trimestre. Desconsiderando os leasings financeiros, a relação ficou em -0,37x no 1T21, uma redução forte comparada aos 0,06x do 1T20.

Venda de controle da FiberCo

No mais, em relatório a TIM comunicou a aprovação de um acordo com a IHS Fiber Brasil para a venda de 51% da FiberCo. A empresa de telecomunicações vai manter os demais 49% da FiberCo, cujo valor (Enterprise Value) ficou estabelecido em R$ 2,6 bilhões.

Leia também:   Raízen Energia forma joint venture com Grupo Gera

A transação contempla componentes primários (R$ 609 milhões) destinados ao caixa da FiberCo, e secundários (R$ 1,027 bilhão), a serem pagos à TIM.

Fonte: Manuel Esteban / Shutterstock

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais

TradeMap + B3 apresenta! 🤩

Banner Curso Small Caps TradeMap Educa B3 compac