Rússia quer seguir acordo da Opep+ e desacelerar cortes em julho, afirma agência

Opep+, foto de Leonhard Foeger - Reuters 2
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

[vc_column width=”1/1″][vc_column_text css=”.vc_custom_1580925754915{padding-right: 13% !important;padding-left: 13% !important;}”]

A Rússia quer começar a desacelerar os cortes na produção de petróleo em julho, cumprindo os termos do acordo da Opep+ definido em abril, aponta a Bloomberg.

No mês passado, a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e seus aliados fecharam um acordo histórico para reduzir a oferta em meio à queda na demanda provocada pela pandemia do novo coronavírus. Dessa forma, ficou acertado que os cortes diminuiriam a partir de julho.

Contudo, desde então, a Arábia Saudita tenta sustentar o mercado com cortes extras e aliados do Golfo seguiram o mesmo caminho.

De acordo com a Bloomberg, a Opep+ se prepara para uma nova reunião dentro de duas semanas e os membros discutem se devem estender os cortes ou reduzi-los.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse a jornalistas na última terça-feira, 26, que o acordo é “sem dúvida um sucesso”. Ele também comentou que os países vão observar a evolução da situação antes de tomar uma decisão na reunião de 9 e 10 de junho.

Foto: Leonhard Foeger/Reuters

[/vc_column_text][/vc_column]

Leia também:   Alliar (AALR3) recebe proposta formal da MAM, gestora de Nelson Tanure; ações sobem mais de 13%

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.