Renner fecha acordo com a Enel para comprar energia eólica e abastecer 170 lojas

A meta da empresa é chegar ao fim de 2021 com 75% de todo consumo vindo de novas fontes de energia

Lojas Renner, foto divulgação
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

A Lojas Renner fez um acordo com a Enel para abastecer 170 lojas e um novo centro de distribuição que está em construção em Cabreúva, no estado de São Paulo, com energia eólica, em um movimento para atender sua meta de sustentabilidade.

Segundo a companhia, cerca de 80% de todo o consumo corporativo passarão a ser atendidos por fontes renováveis, como energia eólica, solar e de pequenas centrais hidrelétrica.

A meta da empresa é chegar ao fim de 2021 com 75% de todo consumo vindo dessas novas fontes de energia.

O presidente da Renner, Fabio Faccio, comentou que, com o acordo, terão também uma economia de 40% na conta de energia. Ao longo de 15 anos, a economia estimada é de mais R$ 500 milhões.

Considerando só as lojas, 40% de todo o consumo da marca Renner no Brasil será suprido com o volume de energia previsto no contrato com a Enel.

Leia também:   Banco Inter (BIDI11): Inter Plataform obtém aprovação de registro junto à SEC

Atualmente, o grupo Renner conta com 634 lojas, sendo 403 da marca Renner, enquanto as demais lojas estão divididas entre as marcas da Camicado, Youcom e Ashua Curve & Plus Size.

Ainda com foco em sustentabilidade, a companhia planeja ter 100% de sua cadeia nacional e internacional de fornecedores com certificação socioambiental até o fim de 2021.

Faccio ainda comenta que espera reduzir em 20% as emissões de CO2 em relação aos níveis de 2017, no curto prazo, a expectativa é reduzir as emissões em 36% até o fim deste ano.

A Enel vem investindo fortemente em novos empreendimentos energéticos. Cerca de R$ 5 bilhões estão sendo destinados para investimentos em eólicas e energia solar, o que somará 1,3 GW de capacidade instalada.

Para o contrato com a Lojas Renner, a elétrica esclarece que a energia necessária será produzida em seu complexo eólico Fontes dos Ventos II, que está em construção no município de Tacaratu (PE), na bacia do rio São Francisco. O contrato com a rede varejista será de 15 anos.

Leia também:   Acionistas da Alliar (AALR3) aceitam proposta de aquisição da MAM Asset; cada ação será vendida a R$ 20,50

Além do acordo com a Enel, a varejista continua focada em avançar a sua parte digital.

Faccio comenta que acelerará o crescimento da companhia organicamente e não descarta possíveis aquisições.

A empresa também deverá iniciar os trabalhos para elevar o sortimento de produtos e serviços em todas as suas marcas, focando em sua plataforma tecnológica, de logística, de conteúdo e de loyalty. Para isso, irão utilizar os recursos de sua recente captação de quase R$ 4 bilhões em um follow on, em maio deste ano.

A Lojas Renner irá divulgar seu resultado do 2º trimestre de 2021 no dia 5 de agosto. De acordo com a companhia, as perspectivas para o próximo semestre são mais animadoras, haja vista que a vacinação vem se ampliando e que já estão com todas as lojas abertas.

Foto: Divulgação

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.