Prejuízo da C&A dobra no 1º trimestre, para R$ 138,5 milhões

Por conta do fechamento de lojas físicas em decorrência da pandemia, a receita líquida total da varejista caiu 20,6% no ano a ano

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A C&A (CEAB3) fechou o primeiro trimestre de 2021 com prejuízo líquido de R$ 138,5 milhões, valor mais do que o dobro das perdas registradas no mesmo intervalo de 2020, de R$ 55,4 milhões. Com isso, a margem líquida ficou negativa em 17,8%.

Por conta do fechamento de lojas físicas em decorrência da pandemia de Covid-19, a receita líquida total da varejista caiu 20,6% no ano a ano, para R$ 776,1 milhões.





O resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ficou negativo em R$ 37,3 milhões frente ao montante positivo de R$ 78,1 milhões no primeiro trimestre do ano passado.

Leia também:   JBS anuncia acordo para compra da empresa australiana de carne suína Rivalea por US$ 135 mi

Enquanto isso, as vendas no segmento mesmas lojas (SSS, em inglês), que consideram os resultados de unidades em funcionamento há mais de um ano, apresentaram um recuo de 21,7% no período em análise.

Segundo a C&A, o indicador também foi impactado negativamente pelas restrições de funcionamento.

Por outro lado, a empresa informou que a operação omnicanal e expansão do Galeria C&A, o seu marketplace, continuam evoluindo e, com isso, o GMV (receita bruta de mercadoria) atingiu R$ 139,2 milhões, crescimento anual de 178,4%.

Quer saber mais indicadores referentes ao 1º trimestre da C&A? Então acesse a Lâmina de Empresa do TradeMap





Foto: Divulgação

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp