Mercado prevê corte da Selic nesta semana, informa Focus

Fachada do Banco Central do Brasil

Em meio à pandemia do coronavírus e os impactos causados pela doença na economia global, o relatório Focus divulgado nesta segunda-feira, 16, pelo Banco Central prevê queda na taxa básica de juros ao fim de 2020, passando de 4,25% para 3,75% ao ano.

Os economistas consultados pela autarquia monetária também alteraram a Selic em 2021 e 2022. Para o próximo ano, eles esperam que a taxa básica de juros suba para 5,25% a.a., ante estimativa anterior de 5,50%. A projeção para crescimento dos juros em 2022 também diminuiu, passando de 6,50% para 6% ao ano.

Nesta semana, o Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne para decidir o rumo da Selic no Brasil. O resultado sai na quarta-feira, 18, após fechamento do mercado acionário, com expectativa de que haja um corte de 0,25%, para 4% ao ano.

Vale lembrar que o movimento do Banco Central deve seguir as demais autarquias monetárias ao redor do mundo, em especial o Federal Reserve (banco central dos EUA), que já fez dois cortes extraordinários da taxa de juros do país apenas neste mês.

O relatório Focus também aponta uma redução na inflação brasileira, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), passando de 3,20% para 3,10%. Para 2021, o documento revela que a projeção do IPCA também caiu, de 3,75% para 3,65% ao ano.

Em linha com os demais pontos, o crescimento econômico brasileiro também sofreu corte. O Produto Interno Bruto (PIB) recuou de 1,99% para 1,68% neste ano.

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp