Méliuz fará recompra de até 10% das suas ações em 18 meses

Papéis da empresa já valorizaram mais de 300% desde o seu IPO, no começo do ano.

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A empresa de cashback Méliuz (CASH3) comunicou ao mercado na noite de segunda-feira, 03, a aprovação de um programa de recompra de ações pelo seu conselho administrativo. 

De acordo com fato relevante, cerca de 7.442.125 papéis ordinários, representativos de até 10% das ações em circulação da companhia, serão readquiridos dentro de um prazo de 18 meses. 





O objetivo do programa é: (i) promover a criação de valor para os acionistas através de uma estrutura de capital adequada combinada ao crescimento dos resultados e proventos por ação; e (ii) permitir a entrega de ações aos administradores e demais beneficiários do “plano de opções” da empresa. 

Compra da Acessopar 

Recentemente, a Méliuz anunciou a compra da empresa de software Acessopar, por R$ 324,5 milhões. O movimento que já era aguardado pelo mercado, movimentou a cotação dos papéis da empresa, que subiram mais de 10% durante o pregão do dia 03 de maio, valendo R$ 36,49 no final das negociações.

Leia também:   Duratex tem lucro de R$ 172,6 milhões no 1º trimestre de 2020

Ainda de acordo com o fato relevante apresentado à CVM, o conselho de administração da Méliuz afirma que a situação financeira é favorável ao programa de recompra de ações, de modo que nenhuma das obrigações para com credores ou pagamento de dividendos será comprometida. 

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp