Localiza e Unidas anunciam acordo para combinação de negócios

Localiza, foto divulgação

A Localiza e a Unidas informaram nesta quarta-feira (23) um acordo para combinação de seus negócios por meio de fatos relevantes de ambas companhias à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

“A transação resultará na união de acionistas que são referência e têm longa experiência na indústria, na combinação de talentos para prover soluções inovadoras em mobilidade, na criação de um player com escala global, comprometido com os mais altos níveis de governança e com ambição para prover a melhor experiência do cliente, aumentando o acesso da população e de empresas ao aluguel de carros”, destaca a Localiza.

De acordo com o documento, os acionistas da Unidas receberão 0,44682380 ação ordinária da Localiza em substituição a cada papel ordinário de emissão da Unidas. Com base nessa relação de troca, os acionistas da Localiza passariam a deter, em conjunto, 76,85% da companhia combinada, e os então acionistas da Unidas passariam a deter 23,15%.

“A relação de troca será ajustada por eventuais desdobramentos, grupamentos e bonificações em ações das companhias e pela declaração de proventos de cada uma das empresas entre a data de assinatura e a data de fechamento”.

Segundo a Reuters, se considerarmos o preço de fechamento dos papéis da Localiza na terça-feira, os acionistas da Unidas receberão R$ 23,12 por ação, um prêmio de 9,1% sobre a cotação de fechamento da véspera. A operação, se consumada, também prevê a distribuição de até R$ 425 milhões em dividendos a acionistas da Unidas.

“Do ponto de vista econômico-financeiro, a integração dos negócios deverá promover sinergias e aumentos de eficiência na companhia combinada resultante da incorporação de ações”, afirmaram as empresas de aluguel de veículos e gerenciamento de frotas.

O Bank of America atuou como assessor financeiro exclusivo da Localiza e o Banco Itaú BBA atuou como assessor financeiro exclusivo da Unidas. Pinheiro Neto e Machado Meyer atuaram como assessores legais da Localiza e Unidas, respectivamente.

A operação, contudo, depende da aprovação dos acionistas das empresas e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Foto: divulgação

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp