Governo federal prorroga o auxílio emergencial até outubro

O benefício, que acabaria no final de julho, foi estendido por mais três meses

Auxilio Emergencial Agencia Brasil
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O governo federal comunicou nesta segunda-feira, 05, a prorrogação do auxílio emergencial por mais três meses. O benefício, que acabaria no final de julho, se estenderá até outubro 

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, o presidente Jair Bolsonaro editou o decreto de prorrogação por meio de uma Medida Provisória que libera um crédito extraordinário de R$ 12 bilhões para o Ministério da Cidadania, somando aos R$ 7 bilhões restantes do total disponibilizado para o pagamento do auxílio (R$ 44 bilhões). 

Entretanto, apesar das MPs possuírem força de lei assim que publicadas no Diário Oficial da União, elas precisam ser aprovadas pelo Congresso Nacional em até 120 dias para se tornarem leis em definitivo. 

O crédito extraordinário é utilizado para bancar despesas emergenciais. Desse modo, ele fica fora do teto de gastos, regra que restringe o avanço das despesas à inflação

O benefício foi criado para proteger a população economicamente vulnerável da crise causada pela pandemia de covid-19. 

Trata-se de ato fundamental viabilizar o pagamento do Auxílio Emergencial por período complementar, o que tem se mostrado essencial para a subsistência da população mais vulnerável, de modo a evitar que milhões de brasileiros caiam na extrema pobreza ou sofram com ela, preservando-se, portanto, o princípio constitucional da dignidade da pessoa humana.” 

A nota publicada não informou se os valores passarão por reajustes. 

Hoje, os pagamentos variam de acordo com a composição familiar: 

  • Pessoas que moram sozinhas: R$ 150 por mês; 
  • Famílias formadas por mais de uma pessoa: R$ 250 por mês; 
  • Mulheres chefes de família: R$ 375 por mês. 

Vale destacar que o calendário completo de pagamento ainda deverá ser publicado pela Caixa Econômica Federal, que é responsável pelos depósitos. 

Após o anúncio da Secretaria-Geral, o presidente publicou um vídeo também informando a prorrogação. 

O ministro da Cidadania, João Roma, também estava presente no vídeo e afirmou que haverá um novo programa social do governo em novembro. 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o benefício estendido garante a “proteção” das pessoas enquanto a população é vacinada contra a covid. 

O governo projeta que, em outubro, toda a população adulta estará vacinada com a primeira dose, no mínimo, o que permitiria um “retorno seguro ao trabalho”. 

 Foto: Agência Brasil

Leia também:   Com visão cautelosa sobre ações brasileiras, Morgan Stanley prefere empresas de commodities e defensivas como XP, CCR e Rumo

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.

Não vá ainda...
Olha só o que tá rolando!

Popup Banner Black Week 3 1