FMI vê sinais de recuperação na economia da China, mas alerta risco de volta da pandemia

China, foto de Reuters

O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse nesta segunda-feira, 6, que vê sinais de normalização econômica na China, mas que, por enquanto, não descarta a possibilidade do risco de um ressurgimento da pandemia.

→ Leia também: Mundo entrou em recessão, diz diretora do FMI

No blog oficial do FMI, Helge Berger, chefe da missão da autarquia internacional para a China, e mais dois economistas afirmaram que “embora haja sinais tranquilizadores de normalização da economia chinesa”, os riscos são grandes.

“Mesmo que não haja outro surto na China, a pandemia em curso está gerando riscos econômicos. Por exemplo, à medida que mais países enfrentam surtos e os mercados financeiros mundiais estremecem, os consumidores e as empresas podem se manter cautelosos, deprimindo a demanda mundial por produtos chineses enquanto a economia volta a funcionar”, disseram os economistas na publicação do FMI.

Por conta disso, a organização recomenda que as autoridades chinesas estejam preparadas para apoiar o crescimento e a estabilidade financeira.

“A experiência da China até agora mostra que as políticas corretas fazem a diferença no combate à doença e na mitigação do seu impacto”, afirma o FMI. “O êxito na contenção do vírus tem como preço a desaceleração da atividade econômica, independentemente do distanciamento social e da mobilidade reduzida serem voluntários ou obrigatórios.”

Foto: Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp