Em meio à pandemia, Renner tem primeiro prejuízo em 15 anos

As Lojas Renner apresentaram prejuízo de R$ 82,9 milhões no terceiro trimestre, revertendo o lucro registrado no mesmo período de 2019

Lojas Renner, foto divulgação

O fechamento do comércio por conta da pandemia de Covid-19 afetou fortemente os números das Lojas Renner no terceiro trimestre de 2020. A receita líquida das vendas de mercadorias recuou 14,5% na comparação anual.

→ Invista no que nunca perde valor: conhecimento! Inscreva-se no Desafio Investidor Fundamentado, com a Helô Cruz (CFA) – e sem pagar por nada!

No critério de mesma base de lojas, as vendas caíram 17,2% em relação ao 3º trimestre do ano passado. A margem bruta reduziu em 6,6 pontos percentuais, para 47,7%, refletindo as maiores remarcações para ajuste dos estoques.

Enquanto isso, os negócios digitais apresentaram crescimento de três dígitos. As vendas por meio dos canais digitais reportaram participação total de 16%, com crescimento de 200,5% no trimestre.

Já as receitas com operações financeiras, líquidas dos custos de funding e de impostos, recuaram 53,8%, para R$ 132,5 milhões. De acordo com as Lojas Renner, a queda da receita financeira se deve pela redução da carteira por conta do período em que as lojas ficaram fechadas e pelo menor uso dos cartões de crédito em geral.

Adicionalmente, os descontos concedidos nas renegociações, assim como as isenções de juros no período de lojas fechadas e a redução nas taxas de financiamento também impactaram o resultado.

Por outro lado, a inadimplência do braço financeiro está sob controle, em relação ao segundo trimestre deste ano, tendo evolução importante na qualidade de crédito e no perfil de risco.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado total ficou negativo em R$ 38,2 milhões, ante saldo positivo de R$ 354,8 milhões no 3T19, consequência do menor resultado operacional de varejo, assim como do menor Resultado de Produtos Financeiros.

Dessa forma, refletindo o menor Ebitda aliado ao crescimento das despesas financeiras, a companhia acabou revertendo o lucro líquido do 3º trimestre de 2019 para um prejuízo líquido de R$ 82,9 milhões entre os meses de julho a setembro de 2020.

Captura de Tela 2020 11 06 às 12.48.06
Fonte: TradeMap Web

Ao final do trimestre, a companhia chegou a 392 lojas no total, mantendo sua perspectiva de abertura para os próximos anos, pretendendo chegar à marca de 520 lojas até 2025.

Segundo os executivos da empresa, as lojas físicas continuam sendo grandes catalizadores de crescimento, anunciando que cerca de 30% dos pedidos feitos por canais digitais são retirados nas lojas da rede.

A avaliação das Lojas Renner para o próximo trimestre é de recuperação em suas vendas nas mesmas lojas, motivado pela chegada de novas coleções, ajustes de estoques e perspectiva da retomada dos clientes em suas lojas, além da continuidade da aceleração do comércio online.

 

Para saber mais detalhes sobre a companhia, acesse o TradeMap Web e veja a Lâmina de Empresa do LREN3.

Foto: Lojas Renner/Divulgação

banner curso helo 4

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp