Economia chinesa encolhe 6,8% no 1º trimestre com pandemia

China

Em meio à pandemia do novo coronavírus e os impactos gerados na economia, o Produto Interno Bruto (PIB) da China registrou a primeira contração em quase 30 anos, desabando 6,8% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2019.

Com isso, o resultado aponta a primeira queda desde ao menos 1992, quando os dados trimestrais oficiais do PIB começaram ser divulgados na China.

Já em termos anuais, a última que vez que o PIB chinês sofreu retração foi em 1976, no fim da Revolução Cultural.

De acordo com a Agência Nacional de Estatísticas do país, na comparação com o trimestre anterior, a economia da China caiu 9,8%. Enquanto isso, o PIB do último trimestre de 2019 teve crescimento de 6% na comparação anual.

O resultado ficou pior que as estimativas feitas por analistas da Bloomberg, que esperavam um recuo de 6% para o período. A Reuters, por sua vez, projetava retração de 6,5%, enquanto o Wall Street Journal uma queda de 6,8%, em linha com os números divulgados nesta sexta-feira, 17.

Ainda há esperança de crescimento para 2020

Apesar de ser o epicentro do Covid-19, a China pode ter uma recuperação ainda neste ano. Pelo menos foi isso que o Fundo Monetário Internacional (FMI) disse sobre os dados chineses.

→ Leia também: FMI vê sinais de recuperação na economia da China, mas alerta risco de volta da pandemia

Nas últimas previsões, o FMI projetou um crescimento de 1,2% para a economia da China.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp