Crise atual é mais severa, aponta diretora-gerente do FMI

Diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, foto de Gonzalo Fuentes/ Reuters

A crise financeira provocada pela pandemia do novo coronavírus é “mais severa e mais complexa do que qualquer uma que temos visto na memória viva”, destacou nesta terça-feira (14) a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva.

De acordo com Georgieva, o cenário atual exige uma adaptação e que repensemos nossas vidas e economias, uma vez que a política monetária entra em um “território desconhecido”.

As declarações foram dadas como apresentação da Conferência Camdesuss, realizada pela primeira vez de modo virtual pelo presidente do Banco Central da Suíça, Thomas Jordan.

Segundo a Agência Estado, a diretora-gerente do FMI ressaltou em sua fala as “medidas extraordinárias de governos e bancos centrais” para apoiar o quadro, que estabelecem um piso para a economia mundial.

Foto: Gonzalo Fuentes/ Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp