CMN autoriza FGC a elevar garantia do DPGE para R$ 40 bilhões

Fachada do Banco Central do Brasil

O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) nesta segunda-feira, 6, a elevar o valor máximo do Depósitos a Prazo com Garantia Especial (DPGE).

→ Leia também: CMN suspende pagamento de dividendos e aumento a executivos de instituições financeiras

Com a mudança, divulgada pelo Banco Central, o valor máximo garantido do total de créditos de cada pessoa contra a mesma instituição financeira associada ao FGC, ou contra todas as instituições associadas do mesmo conglomerado financeiro, sobe de R$ 20 milhões para R$ 40 milhões.

“O DPGE é um depósito a prazo com garantia do FGC e tem como objetivo assegurar liquidez às instituições de menor porte em ambiente de maior aversão a risco”, informou o BC em nota.

De acordo com a autarquia, a alteração faz parte das medidas preventivas adotadas pelo BC e pelo CMN para assegurar a manutenção da liquidez do Sistema Financeiro Nacional em momento de maior aversão a risco no contexto atual de incertezas quanto ao desdobramento da crise de saúde pública de importância internacional relacionada à Covid-19.

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp