Bolsas internacionais operam mistas de olho em indicadores econômicos

Aqui no Brasil, investidores aguardam a reunião do Copom e notícias sobre a CPI da Covid-19.

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

As bolsas europeias operam em sua maioria no positivo nesta terça-feira, 04. Já os futuros americanos apresentam sinais mistos para o decorrer do dia. Além da atenção com a inflação, investidores continuam de olho nos resultados das companhias e nos indicadores de atividade econômica.

Os últimos dados que saíram mostraram que ainda há riscos para a recuperação econômica devido a pandemia. A indústria norte-americana reduziu o ritmo em abril e o indicador dos preços apresentou fortes altas no mesmo período.





Entretanto, o relaxamento das restrições em muitas cidades e estados do país norte-americano segue a todo vapor, conforme a vacinação da população aumenta.

Já na Ásia, as bolsas continuam fechadas para feriados nacionais, com destaque para os mercados do Japão e China. Enquanto isso, os índices Hang Seng index, de Hong Kong, e o Kospi, na Coréia do Sul, subiram 0,65% e 0,64%, respectivamente.

Leia também:   Ibovespa fecha em queda de 1% nesta terça-feira

Grande parte da alta foi por causa dos resultados das empresas de tecnologia, em especial pelos números da Tesla e Amazon. Por outro lado, a crise humanitária na Índia ainda chama atenção, por conta da segunda onda que segue em ritmo forte.

Já os preços das commodities ainda seguem em níveis altos, com o petróleo com fortes ganhos nesta terça-feira. 

Na agenda econômica ainda serão divulgados dados relativos à balança comercial dos Estados Unidos e o dia também reserva um discurso dos membro do Fomc (Comitê Federal do Mercado Aberto), do Fed.





Cenário brasileiro

Por aqui, a atenção é para a reunião do Copom que inicia hoje e termina amanhã, dia 05. A expectativa é para um aumento de 0,75 pontos percentuais na taxa básica de juros, Selic, para 3,50% ao ano.

Leia também:   Bolsas internacionais seguem sem definição nesta terça-feira

Na parte política, o relator fará hoje a leitura do parecer da reforma tributária e o Congresso analisa os vetos presidenciais. Hoje também tem o depoimento na CPI da Covid-19 de ex-ministros da Saúde.

Os resultados corporativos também movimentam o cenário de bolsa por aqui. Após o fechamento do mercado de ontem, o Itaú apresentou forte melhora em seu lucro líquido recorrente, que ficou em R$ 6,4 bilhões no primeiro trimestre, uma alta de 63,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com o presidente do banco, o resultado é uma resposta a transformação digital e diversas outras frentes de trabalho fundamentais para melhora da experiência dos clientes.

Ao final desta terça-feira teremos a divulgação dos resultados do Assaí, Iguatemi, Minerva e do Bradesco.

Leia também:   Ações da Eletrobras sobem com expectativa de privatização

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp