Bolsas internacionais mostram sinais mistos nesta quinta-feira

Investidores aguardam dados de emprego nos EUA. Hoje sai os números de seguro-desemprego e amanhã sai os dados de payroll de abril.

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

As bolsas europeias abriram mistas nesta quinta-feira, 06, enquanto os futuros americanos vem com sinais positivos. O mercado aguarda a divulgação de dados sobre emprego nos Estados Unidos. Em março, criaram-se 916 mil novos postos de trabalho no país. A expectativa para abril é que esse indicador atinja 1 milhão de novos empregos.

Os investidores também aguardam o anúncio da política monetária do Banco da Inglaterra, com expectativa de que a instituição mantenha políticas de estímulo econômico e taxa de juros referencial inalteradas.





Já a agenda corporativa reserva a divulgação dos resultados de empresas importantes nos Estados Unidos, como Regeneron, ViacomCBS, Kellogs, Dropbox, Beyond Meat, Shake Shack e Square.

No campo político, o governo de Joe Biden decidiu apoiar a suspensão de direitos de propriedade intelectual sobre as vacinas contra Covid-19. Com isso, os EUA seguem países como Índia e África do Sul na Organização Mundial do Comércio (OMC), ao lado da permissão de quebra de patente dos imunizantes. 

Leia também:   CVM multa irmão de Eike Batista em R$ 44,7 mil por uso de informação privilegiada

A decisão é importante e pode expandir o fornecimento global e reduzir a lacuna de vacinação entre países ricos e pobres.

Por fim, as bolsas asiáticas fecharam no positivo, com perspectivas de novas altas nas ações de tecnologias e também a espera pelos dados de empregos no EUA. Entretanto, as relações comerciais entre Austrália e China se deterioraram nos últimos dias e chamaram a atenção nos mercados. 

Cenário no Brasil 

Ontem, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual (p.p), por unanimidade. Esse é o segundo aumento na Selic somente em 2021, chegando a 3,5% ao ano.





O Comitê chamou a atenção para uma persistência dos preços elevados das commodities, causando choques com os preços administrados nos produtos. Porém, afirmaram que “mantém o diagnóstico de que os choques atuais são temporários”.

Leia também:   Dólar fecha abaixo de R$ 5,10, enquanto Ibovespa renova recorde

O mercado segue atento para uma provável nova elevação na Selic na próxima reunião do Copom, que acontecerá em julho, podendo chegar a 4,50% ao ano.

Além disso, os investidores deverão continuar acompanhando o desenrolar no campo político da CPI da Covid-19 e a reforma tributária. Hoje na CPI, o ministro atual da Saúde,  Marcelo Queiroga, e o presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres ,serão ouvidos.

O ex-ministro da saúdo Nelson Teich, declarou ontem que deixou o Ministério por falta de autonomia e por divergências sobre o uso da cloroquina.

A agenda de resultados segue bastante aquecida. Nesta quinta-feira teremos a divulgação dos números das empresas Camil, Ambev, Azul, Banco do Brasil, B2W, JHSF, Lojas Americanas e a B3.

Leia também:   Bolsas mundiais operam estáveis em semana de fala do Fed

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp