BC reduz compulsório de depósitos a prazo e libera R$ 68 bi ao mercado

Roberto Campos Neto, foto de Agência Brasil

O Banco Central informou nesta segunda-feira, 23, por meio de nota, a redução do compulsório sobre recursos a prazo, de 25% para 17%. Dessa forma, a estimativa é de que sejam liberados às instituições financeiras cerca de R$ 68 bilhões a partir do dia 30 deste mês.

“Em 14 de dezembro, caso a economia tenha atravessado a pandemia do Covid-19, a alíquota do compulsório sobre recursos a prazo será recomposta ao patamar anterior de 25%”, disse o BC.

Segundo a autarquia monetária, a medida é temporária e “tem o objetivo de aumentar a liquidez do Sistema Financeiro Nacional (SFN)”.

“A decisão faz parte do conjunto de ações adotadas pelo BC para minimizar os efeitos do coronavírus (Covid-19) sobre a economia brasileira.”

O Conselho Monetário Nacional (CMN) ainda autorizou o Banco Central a conceder empréstimos para as instituições financeiras garantidos em debêntures (títulos de dívidas de empresas) adquiridas entre 23 de março e 30 de abril.

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, realiza uma coletiva na manhã desta segunda, comentando sobre as medidas de combate aos efeitos do coronavírus sobre a economia nacional. Acompanhe:

Foto: Agência Brasil

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp