Banco Pan vê lucro subir 12% no 1º trimestre, para R$ 190,27 milhões

Custo de crédito e inadimplência recuam; carteira de clientes aumenta para 10 milhões em três meses.

Equipe TradeMap
Equipe TradeMap
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O Banco Pan (BPAN4) registrou lucro líquido de R$ 190,27 milhões no primeiro trimestre de 2021, de acordo com balanço financeiro divulgado na manhã desta segunda-feira, 10. 





Trata-se de uma alta de 11,56% em relação ao primeiro trimestre de 2020, quando o lucro foi de R$ 170,55 milhões. Com isso, o lucro por ação da empresa ficou em R$ 0,16, ante R$ 0,14 na mesma base de comparação.

Em relatório, o banco informou que houve crescimento no portfólio de concessão de crédito, porém com redução no custo desses empréstimos. A receita com prestação de serviços e a margem financeira com bons números também contribuíram para o resultado. 

Nesse sentido, a carteira de crédito saltou 21% na comparação anual, para R$ 30,16 bilhões frente os R$ 25,02 bilhões de um ano atrás. A inadimplência mostrou bons resultados também: chegou em 5%; sendo que em dezembro estava em 5,5% e em março de 2020 estava em 5,7%. 

Já as despesas vieram com um cenário misto. A despesa líquida de provisão de créditos, por exemplo, somou R$ 232 milhões, uma queda de 6,1% no trimestre e quase estabilidade no ano (0,4%).

As despesas administrativas e de pessoal totalizaram R$ 451 milhões nos três primeiros meses de 2021, com queda de 0,2% frente ao quarto trimestre e alta de 17,1% na comparação anual, “refletindo principalmente o aumento de gastos com pessoal e crescimento da estrutura do banco”. 





Outras informações do balanço 

A estrutura mencionada deve-se ao aumento na carteira de clientes. De acordo com o Banco Pan, eles somaram 41 mil novos clientes por dia útil entre janeiro, fevereiro e março.   

“No primeiro trimestre, alcançamos a marca extraordinária de 10 milhões de clientes, sendo que destes, 6 milhões são clientes transacionais, da conta corrente, cartão de crédito ou ambos”, apontou a instituição em seu balanço.

Enquanto isso, o retorno sobre o patrimônio (ROE) do banco ficou em 14,2% no trimestre, um ganho de 0,5 p.p na comparação anual e de 1,2 p.p em relação ao trimestre anterior. 

Outra informação compatilhada pelo banco, foi o acordo celebrado com o BTG Pactual para a compra da fatia da Caixa na instituição.

“A estrutura acionária com o BTG Pactual como único controlador não muda a essência da nossa estratégia, que continua centrada no desenvolvimento de uma plataforma completa de produtos e serviços financeiros para as classes C, D e E, indo além do crédito”.

Leia também:   Vamos Locação prepara oferta restrita e quer levantar mais de R$ 500 mi

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais

Mais 1000 vagas Liberadas! 🤩

Banner Popup 2