Azul registra prejuízo de R$ 6,13 bilhões no primeiro trimestre

Azul, foto de Rahel Patrasso - Reuters

A companhia aérea Azul apresentou um prejuízo líquido de R$ 6,135 bilhões no primeiro trimestre de 2020, ante um lucro de R$ 125,3 milhões no mesmo período do ano anterior. O resultado foi influenciado principalmente pelas variações monetárias e cambiais.

Excluindo a variação cambial e marcação a mercado, o prejuízo ajustado somou R$ 975,3 milhões, enquanto nos três primeiros meses de 2019 a Azul havia reportado lucro de R$ 113,4 milhões.

De acordo com a empresa, os números negativos foram relacionados com o ajuste do valor justo de participação da Azul na TAP, de R$ 618,5 milhões, e as perdas de hedge de combustível.

“Com a implementação de medidas de restrição de viagens e do distanciamento social a partir da segunda quinzena de março, a economia brasileira ficou paralisada, levando a uma queda brusca na demanda de passageiros. Além disso, no final do trimestre, o real desvalorizou 33% comparado ao mesmo período no ano anterior, o que pressionou ainda mais nossos resultados”, comentou a Azul em nota.

Contudo, a receita líquida subiu 10,3% no período, passando de R$ 2,5 bilhões em 2019 para R$ 2,8 bilhões no 1T20. “Devido à forte demanda em janeiro e fevereiro, e ao crescimento de 12% da capacidade. A Azul entrou nessa crise apresentando um aumento de sua receita unitária ajustada pela etapa média no 1T20, mesmo com a significativa expansão da capacidade antes da crise chegar no Brasil”, disse.

O resultado operacional foi de R$ 173,6 milhões, o que representa uma queda de 50% sobre igual período de 2019, quando reportou R$ 347,2 milhões.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 654,2 milhões, recuo de 9,7% na comparação anual.

Resumo dos principais números da Azul
  • Prejuízo líquido: R$ 6,135 bilhões
  • Receita líquida: R$ 2,8 bilhões (↑ 10,3%)
  • Ebitda: R$ 654,2 milhões (↓ 9,7%)
Ibovespa

Às 11h35, os papéis preferenciais da Azul (AZUL4) registravam queda de 4,48% no pregão desta quinta-feira, 14. Acompanhe a cotação em tempo real com o TradeMap.

Veja mais detalhes!

Pelo TradeMap Premium é possível analisar os dados financeiros e de mercado de qualquer companhia listada na bolsa de valores (incluindo ativos americanos). Acesse o Portal TradeMap, clique uma vez no papel e estude os indicadores!

Foto: Rahel Patrasso/Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp