Ata do Fomc: economia dos EUA não atingiu ritmo de “melhora substantiva”

Os membros do comitê passaram a se preparar para uma redução gradual no ritmo de compra de ativos

EUA, foto de Getty Images
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) publicou nesta quarta-feira, 07, a ata da sua última reunião, mostrando que o ritmo de “melhora substantiva” na economia do país não alcançou o esperado. 

Na reunião, o comitê decidiu manter as taxas de juros de curto prazo próximas a zero. Entretanto, afirmou que a política econômica pode ser ajustada de outro modo nos próximos meses. 



A taxa de referência foi mantida em uma faixa entre 0% e 0,25%, de acordo com o estimado pelo mercado. 

Os membros projetaram dois aumentos dos juros em 2023, bem antes do previsto nas estimativas de março, que esperavam que a taxa básica ficaria próxima do zero até pelo menos 2024.  

Quanto ao ritmo de compras de ativos, os membros passaram a se preparar para uma redução gradual antes do previsto anteriormente. 



“Por uma questão de planejamento prudente, era importante estar bem posicionado para reduzir o ritmo de compras de ativos, se apropriado, em resposta a desenvolvimentos econômicos inesperados, incluindo um progresso mais rápido do que o previsto em direção às metas do Comitê ou o surgimento de riscos que possam impedir o cumprimento dos objetivos do Comitê”, destaca o documento. 

De acordo com a ata, vários participantes viram benefícios em reduzir o ritmo dessas compras mais rapidamente ou antes das compras de Treasuries, à luz das pressões de valorização nos mercados imobiliários. 

Por outro lado, muitos outros membros disseram que reduzir o ritmo das compras de Treasuries e MBS era preferível porque esta abordagem estaria bem alinhada com as comunicações anteriores do Comitê. 

Outra justificativa dada por estes foi que “as compras de títulos do Tesouro e MBS fornecem acomodação por meio de sua influência nas condições financeiras mais amplas”. 

Os integrantes do Fed também ajustaram suas projeções de crescimento econômico e aumento da inflação. 

Apesar de esperarem uma redução das pressões inflacionárias atuais nos próximos meses, o sentimento é que antes exista uma alta de 3,4% neste ano. 

Conforme o texto, nas próximas reuniões, os membros do Fed continuarão avaliando a evolução da economia ante as metas de pleno emprego e estabilidade de preços. 

“Além disso, os participantes reiteraram a intenção de avisar com bastante antecedência de um anúncio para reduzir o ritmo de compras.” 

Como o mercado reagiu 

Com a divulgação da ata, o Ibovespa, principal indicador da B3, acelerou alta, fechando o dia subindo 1,54%, aos 127.018,71 pontos. 

Nos EUA, o Dow Jones fechou em alta de 0,3%, a 34.681,79 pontos. 

Nasdaq registrou um leve aumento de 0,01%, a 14.665,1 pontos, enquanto o S&P 500 cresceu 0,38%, a 4.360,00 pontos. 

dólar comercial subiu 0,6%, sendo vendido a R$ 5,2403. 







 Foto: Getty Images

Leia também:   Bolsas europeias e futuros americanos sobem em meio aos resultados corporativos; por aqui, campo político segue em destaque

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais