Acima do esperado, prévia da inflação tem alta de 0,72% em julho

O resultado ficou acima do esperado pelos analistas consultados pela Refinitiv, que projetavam expansão de 0,64% no comparativo mensal

Energia Pixabay
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), a prévia da inflação do Brasil, subiu 0,72% na passagem de junho para julho deste ano, sendo a maior alta para o mês desde 2004, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira, 23, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano, o indicador acumula acréscimo de 4,88% e, em 12 meses, avanço de 8,59%. Em julho de 2020, a variação havia sido de 0,30%.

Com isso, o resultado ficou acima do esperado pelos analistas consultados pela Refinitiv, que projetavam expansão de 0,64% no comparativo mensal e de 8,50% na base anual.

A entidade aponta que a energia elétrica foi o maior impacto individual, responsável por 0,21% no índice. No mês passado, a bandeira tarifária vermelha patamar 2 entrou em vigor, a alta foi de 3,85%.

Leia também:   Governo prevê crescimento acima de 2% no PIB de 2023, mas mercado espera menos de 1%

Segundo o IBGE, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete tiveram alta de preços em julho.

O maior impacto (0,33 p.p.) e a maior variação (2,14%) vieram de habitação. Já a segunda maior contribuição veio dos transportes (1,07% e 0,22 p.p.), embora tenha desacelerado em relação ao mês anterior (1,35%).

Na sequência, veio alimentação e bebidas (0,49%), cujo resultado ficou acima do IPCA-15 de junho (0,41%) e contribuiu com 0,10 p.p. no índice do mês.

O grupo saúde e cuidados pessoais (-0,24%), por sua vez, apresentou queda em relação ao mês anterior e contribuiu com -0,03 p.p. no índice geral. Os demais grupos ficaram entre o -0,04% de comunicação e o 0,81% de artigos de residência.

Leia também:   Governo reduz previsão de déficit primário de 2021 de 1,6% para 1,1% do PIB

Para ler o relatório completo do IBGE, acesse aqui.

Foto: Pixabay

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.

Não vá ainda...
Olha só o que tá rolando!

Popup Banner Black Week 3 1