Navegue:
Imposto de Renda 2022: Consulta ao primeiro lote da restituição começa amanhã

Imposto de Renda 2022: Consulta ao primeiro lote da restituição começa amanhã

A Receita irá pagar R$ 6,3 bilhões a 3,384 milhões de contribuintes; PIX é opção

Celular com logo da Receita Federal

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

A Receita Federal vai abrir amanhã, às 10h, a consulta ao primeiro lote da restituição do Imposto de Renda 2022, que será pago no dia 31 de maio, mesmo dia em que vence o prazo para a entrega da declaração do IR.

Segundo a Receita, 3,384 milhões de contribuintes irão receber R$ 6,3 bilhões em restituição. Esse lote contempla também restituições residuais de exercícios anteriores.

O primeiro lote é destinado a quem tem prioridade legal na restituição. Do valor a ser pago. 226.934 são contribuintes com mais de 80 anos e outros 2,3 milhões possuem entre 60 e 79 anos.

Também estão entre os prioritários 149.016 contribuintes com alguma deficiência física ou mental e 702.607 que têm como principal fonte de renda o magistério. Já os demais contribuintes irão receber a restituição, caso tenham direito, de acordo com o prazo da entrega. Quem acertou as contas com o Leão antes irá receber primeiro.

Saiba mais:
Imposto de Renda 2022: Confira os erros que mais levam o contribuinte à malha fina

Os demais lotes do IR estão programados para serem pagos em 30 de junho; 29 de julho; 31 de agosto; e 30 de setembro. Em geral, a consulta é liberada uma semana antes dessas datas.

Como consultar

Ao entrar na área do Imposto de Renda, o contribuinte deverá optar por “Consultar a Restituição”. Para realizar a consulta, basta informar o CPF.

Outra opção é o aplicativo da Receita Federal, em que as pessoas físicas conseguem ter acesso a informações sobre restituição e a situação cadastral do CPF.

Neste ano, uma das novidades do IR é justamente em relação ao recebimento da restituição.

No momento da declaração, os contribuintes com valores a receber poderão ter os valores em conta por meio de Pix, mas nesse caso será aceito apenas o CPF do declarante como chave Pix.

Dessa forma, a Receita espera evitar casos de reagendamento do pagamento da restituição, que é feito quando o cliente encerra a conta corrente informada na declaração do IR.

Compartilhe: