Navegue:
Enquanto BC sobe juros, Caixa reduz taxa de financiamento imobiliário

Enquanto BC sobe juros, Caixa reduz taxa de financiamento imobiliário

Linha irá utilizar recursos da poupança e irá comprar a partir de TR + 2,80%, além da remuneração da caderneta

Financiamento imobiliário crédito empréstimo

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

A Caixa Econômica Federal anunciou a redução da taxa de juros do financiamento imobiliário feito com recursos da caderneta de poupança. A informação foi dada pelo presidente da instituição, Pedro Guimarães, durante evento da Abrainc (Associação Brasileiras das Incorporadoras Imobiliárias).

Essa redução atinge a modalidade Poupança Caixa, e, segundo a instituição, a mudança representa uma redução de 0,15 ponto percentual nas taxas, que partem de TR + 2,80% ao ano, somadas à remuneração da caderneta de poupança, que atualmente está em 6,15% ao ano. A TR (taxa referencial) atualmente está zerada.

As novas taxas passam a valer nos contratos fechados a partir da próxima segunda-feira, dia 28 de março.

O anúncio de redução ocorre no momento em que o Banco Central (BC) promove o aumento das taxas de juros, o que afeta o custo de financiamento em todas as modalidades. A taxa Selic está em 11,75% ao ano.

Saiba mais

Ata do Copom: Selic deve ir a 12,75% em maio, mas BC está preparado para ir além

No caso do financiamento imobiliário, dados do BC apontam que a taxa de juros média em janeiro (último dado disponível) para o crédito feito com recursos direcionados era de 9,4% ao ano para pessoas físicas, uma alta de 2,4 pontos percentuais em 12 meses.

Já para as empresas, que se financiam para bancar a construção de empreendimentos que serão posteriormente vendidos, a taxa de juros em janeiro era de 10,6% ao ano, alta de 3,4 pontos percentuais na comparação com o mesmo mês de 2021.

Remuneração da poupança

A redução de juros anunciada pela Caixa vale para a linha que usa os recursos da poupança. A tradicional caderneta tem uma regra exclusiva de remuneração. Quando a Selic está acima de 8,5%, todos os depósitos são remunerados a 6,17% ao ano mais a variação da TR. Quando a Selic está abaixo desse patamar, a remuneração segue a mesma apenas para os depósitos anteriores a maio de 2012. Aqueles feitos a partir dessa data pagam 70% da Selic aos poupadores.

Também foi anunciada redução equivalente a 0,5 ponto percentual no financiamento para o programa Casa Verde Amarela (antigo Minha Casa, Minha Vida). Essa redução será válida para as famílias com renda mensal de R$ 2.000,01 a R$ 2.400. A instituição ainda informou o “aumento dos subsídios para aquisição e construção de moradias, o que amplia o poder de compra das famílias”.

A Caixa é líder no financiamento imobiliário no país. No acumulado dos primeiros meses do ano, os novos contratos de financiamento dessa modalidade chegaram a R$ 21,5 bilhões, alta de 33,7% em relação a igual período de 2021. Para isso, a instituição utilizou como fontes de recursos a poupança e o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Adaptação de imóveis

Além da redução da taxa para o financiamento imobiliário feito com recursos da poupança, a Caixa também anunciou uma nova linha de crédito para reforma e adaptação de imóveis destinados a Pessoas com Deficiência (PcD).

Essa linha de crédito será formada por recursos do FGTS para reforma ou adaptação de imóveis próprios. No âmbito do programa Casa Verde e Amarela, o limite é de R$ 50 mil, limitado a 80% do orçamento da obra e interessados com renda bruta mensal de até R$ 3 mil.

A taxa de juros é a partir de TR + 4,25% ao ano e prazo de pagamento de até 240 meses.

 

Compartilhe: