Navegue:
Yduqs (YDUQ3) dispara 9% após balanço mostrar expansão de receita e margem

Yduqs (YDUQ3) dispara 9% após balanço mostrar expansão de receita e margem

Companhia registrou receita líquida de R$ 1,2 bilhão no primeiro trimestre, alta de 10,2%

Yduqs Divulgação

Foto: divulgação

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

A Yduqs, grupo de educação focado em ensino superior, desponta como uma das maiores altas do Bolsa nesta sexta-feira (13), após ter publicado na noite de quinta balanço que mostrou que a companhia conseguiu elevar a receita e a margem de lucro ao mesmo tempo, um dos principais desafios do setor desde o início da pandemia.

Por volta das 12h10, a ação da Yduqs disparava 9% e — entre as empresas que fazem parte do Ibovespa — só ficava atrás da BRF, que tinha alta de 10,73%.

No balanço, a companhia apresentou uma receita líquida de R$ 1,2 bilhão no primeiro trimestre, alta de 10,2% em comparação com igual período do ano passado e um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de R$ 400 milhões, expansão de 23,4%.

A margem Ebitda, por sua vez, saltou para 33,5% nos primeiros três meses do ano, contra 30% em igual intervalo do ano passado.

Elevar a receita e a margem ao mesmo tempo tem sido um desafio para o setor de educação porque, com o início da pandemia, as companhias passaram a apostar mais no ensino a distância, que tem custos menores, porém conta com mensalidades mais baratas, levando a receitas também menores.

Com o arrefecimento da pandemia, as empresas puderam voltar gradualmente a oferecer o ensino presencial, mas boa parte delas acredita que o EAD veio para ficar, uma vez que os custos menores abrem espaço para uma margem de lucro maior, apesar da diminuição da receita.

Em relatório publicado após a divulgação do balanço da Yduqs, a XP mostrou que a companhia conseguiu elevar a margem também no presencial, com avanço de seis pontos percentuais, devido a uma redução do custo com professores e nas despesas com marketing.

E, ao mesmo tempo, fez crescer a receita no ensino digital, a um ritmo de 28% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, impulsionado pelo crescimento de 45% no número de alunos de graduação e apesar de uma diminuição de 7% no valor médio cobrado dos alunos.

A Yduqs também fez crescer o lucro líquido. A métrica teve avanço de 33,3%, para R$ 96 milhões, no primeiro trimestre em comparação a um ano antes.

Na avaliação da XP, o resultado só não foi maior por causa do aumento das despesas financeiras, que atingiram R$ 144 milhões no intervalo de janeiro a março, contra R$ 105 milhões em igual período do ano passado — um aumento gerado pelo avanço da taxa básica de juros.

No relatório, a corretora reiterou a sua recomendação de compra para o papel, com preço-alvo de R$ 33,7, potencial de valorização de 122% em relação ao fechamento de quinta.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp