Navegue:
Sanção do Orçamento, PEC dos combustíveis e o que mais você precisa saber para investir bem hoje

Sanção do Orçamento, PEC dos combustíveis e o que mais você precisa saber para investir bem hoje

Antes da abertura das bolsas, o mercado acompanha a divulgação do balanço do quarto trimestre da Netflix

bnp paribas prevê alta de selic e inflação

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Esta sexta, dia 21, é o último dia para a sanção do Orçamento de 2022 pelo presidente Jair Bolsonaro, e uma dúvida ainda está na mesa: o prometido reajuste aos policiais federais realmente será concedido, sob o risco de que tenha que ser estendido para todas as categorias de servidores?

Ao mesmo tempo, outro problema fiscal foi levantado por Bolsonaro ontem, na sua live semanal. O presidente afirmou que o governo prepara uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), a ser enviada em fevereiro ao Congresso, para reduzir impostos federais de diesel e gasolina.

De acordo com reportagem do Estadão, esse movimento implicaria em abrir mão de uma arrecadação de até R$ 50 bilhões por ano. Seriam zeradas as alíquotas de PIS/Cofins sobre gasolina, diesel e etanol, o que resultaria num impacto pequeno para o consumidor: o preço do litro do combustível se reduziria entre R$ 0,18 e R$ 0,20.

Com todas essas questões em abertos sobre contas públicas, a dúvida é se o Ibovespa manterá o cenário dos últimos três dias e, sustentado pelo otimismo com commodities, conseguirá ficar no terreno positivo a despeito da queda das bolsas americanas. Os mercados vem vem sendo afetados pela preocupação com a reunião de política monetária do Fed (banco central dos Estados Unidos) na semana que vem.

Leia mais

Antes da abertura das bolsas, o mercado acompanha a divulgação do balanço do quarto trimestre da Netflix. Às 12h, saem dois indicadores de atividade: será divulgada a confiança do consumidor da Zona do Euro em janeiro e os indicadores antecedentes nos EUA em dezembro.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp