Navegue:
Pires fora da Petrobras e o que mais você precisa saber para investir bem hoje

Pires fora da Petrobras e o que mais você precisa saber para investir bem hoje

Investidores ainda estão de olho em possíveis novas sanções à Rússia e vendas de veículos em março

Gráfico mostrando cotações

Foto: Shutterstock

Por:

Gabriel Tomé

Compartilhe:

Por:

Gabriel Tomé

Na noite de ontem, o Ministério de Minas e Energia confirmou o que já vinha circulando nos principais jornais desde o fim de semana: em meio a sérios conflitos de interesse, o consultor Adriano Pires desistiu da presidência da Petrobras.

Em carta, o executivo citou as dificuldades para se desvincular do CBIE. “Iniciei imediatamente os procedimentos para me desligar do Centro Brasileiro de Infraestrutura, consultoria que fundei há mais de 20 anos e que hoje dirijo em sociedade com meu filho. Ao longo do processo, porém, percebi que infelizmente não tenho condições de fazê-lo em tão pouco tempo”.

O assunto deve voltar a influenciar o mercado nesta terça (5), já que a pergunta que fica no ar é: quem vai assumir o comando da empresa? Ontem, diante das incertezas, as ações da estatal caíram e pressionaram o Ibovespa, que fechou o pregão em queda de 0,24%.

Os investidores ainda estão de olho na divulgação das vendas de veículos novos em março, que serão divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) às 11h.

Novas sanções?

Na véspera da divulgação da ata da última reunião do Fomc (comitê de política monetária do Federal Reserve), os investidores repercutem a possibilidade de novas sanções à Rússia. Após a retirada de tropas russas de regiões ucranianas, o país vem denunciando assassinatos em massa de civis –fotos e vídeos de corpos com mãos atadas em Bucha chocaram a comunidade internacional.

Novas restrições à Rússia poderiam agravar ainda mais as pressões sobre commodities e inflação global, o que pediria uma resposta dos bancos centrais pelo mundo, na forma de um aumento ainda maior de juros. Os lockdowns realizados na China para conter o avanço de novas variantes do coronavírus podem agravar esse cenário.

O mercado deve acompanhar também a divulgação do PMI (índice de gerentes de compras) de serviços nos Estados Unidos em março, que será informado pela Markit às 10h45.

Nesta manhã, os principais mercados internacionais operam em leve queda. Por volta das 7h45, o índice Euro Stoxx 50 estava no vermelho em 0,80%. Os contratos futuros americanos também operavam em baixa: o Dow Jones caía 0,28%, o S&P 500 registrava queda de 0,28% e o Nasdaq tinha retração de 0,31%.

Compartilhe:

Compartilhe: