Navegue:
O que acontece com as ações do Twitter? Elon Musk tem a resposta – veja

O que acontece com as ações do Twitter? Elon Musk tem a resposta – veja

Dono da Tesla suspendeu a operação enquanto aguarda mais detalhes sobre a quantidade de contas falsas na plataforma

imagem de celular exibindo perfil de Elon Musk no Twitter

Foto: Shutterstock

Por:

Leandro Tavares

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Leandro Tavares

Quase 20 dias depois de anunciar a aquisição do Twitter por US$ 44 bilhões, Elon Musk afirmou nesta sexta-feira (13) que o acordo para a compra está temporariamente suspenso, colocando a rede social em compasso de espera. A iniciativa tem reverberado nas ações da rede social tanto aqui quanto nos Estados Unidos.

Em post publicado em seu perfil na própria rede social, o bilionário afirmou que suspendeu a iniciativa porque aguarda mais detalhes a respeito da quantidade de contas falsas existentes no site. Inclusive, essa era uma das condições para a compra, de que a plataforma tivesse menos de 5% de perfis deste tipo.

Por volta de 12h35 (de Brasília), as ações do Twitter na Bolsa de Nova York (NYSE) recuavam 8,86%, enquanto os BDRs (TWTR34) tinham uma desvalorização de 8,52% na comparação intradia.

É bom lembrar que, paralelamente à negociação do Twitter, as ações da Tesla nos Estados Unidos, da qual Musk é dono, caíram mais de 25% desde que o homem mais rico do mundo anunciou o desejo de comprar a plataforma.

No começo de maio, a rede social informou que as contas falsas ou de spam representavam menos de 5% de toda a sua base de usuários ativos, mas que os cálculos podiam ser inconsistentes.

O motivo de o dono da Tesla bater nessa tecla é que o número de usuários reais e ativos do Twitter é parte importante da precificação da companhia. Caso o número de perfis falsos seja muito alto, o valor total da aquisição pode ser diminuído.

Detalhe, logo em seguida em que o bilionário anunciou a intenção de comprar o Twitter, a diretoria da rede social e os conselheiros torceram o nariz para a oferta do dono da Tesla. Agora, caso o negócio seja desfeito, a rede social terá que dar muitas explicações.

Apesar de ter dado o recado, Musk disse em outro post que continua “comprometido com a aquisição”.

Relembre o negócio desde o início

Tudo começou no início de abril, quando Musk se tornou um dos principais acionistas da companhia ao comprar 9% das ações da empresa. Na ocasião, de acordo com um documento publicado pelo Twitter na SEC (CVM americana), o bilionário comprou cerca de 73,5 milhões de papéis da companhia, pelo valor de US$ 2,9 bilhões.

Posteriormente, o empresário recusou um assento no conselho de administração do Twitter, depois de ter insinuado que faria mudanças na empresa após se tornar um acionista relevante.

A indicação de Musk para o conselho do Twitter foi anunciada no dia 5 de maio e seu ingresso no colegiado seria formalizado no dia 9, mas o executivo-chefe da companhia, Parag Agrawal, divulgou um comunicado dizendo que o dono da Tesla havia recusado o cargo.

Vale ressaltar que Musk sempre fez críticas públicas à rede social no passado, chegando a afirmar que o Twitter está prejudicando a democracia ao não aderir aos princípios de liberdade de expressão.

Depois de recusar a posição no conselho, começaram a surgir os boatos de que Musk iria comprar a empresa. Segundo uma notícia da Reuters do dia 25 de abril, o Twitter fecharia a venda por cerca de US$ 43 bilhões em dinheiro. Na mesma data, o jornal americano The Wall Street Journal informou que a rede social e o dono da Tesla se reuniram para discutir uma proposta e que o valor chegou a US$ 46,5 bilhões.

Leia o artigo:

Tudo calculado: Por que Elon Musk comprou o Twitter, afinal?

O dono da Tesla, porém, confirmou a compra, por cerca de US$ 44 bilhões. Segundo os termos da operação, Musk deve o capital do Twitter, que tem ações negociadas em Bolsa desde o fim de 2013.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp