Navegue:
Mercado Livre (MELI34) reforça aposta em mundo cripto e compra ações do Mercado Bitcoin

Mercado Livre (MELI34) reforça aposta em mundo cripto e compra ações do Mercado Bitcoin

No início de dezembro, o Mercado Livre anunciou que os usuários do Mercado Pago no Brasil iriam poder começar a negociar criptomoedas no aplicativo

Mercado Livre (MELI34). Foto: Divulgação
Por:

Compartilhe:

Por:

O Mercado Livre (MELI34) anunciou nesta quinta-feira (20) que adquiriu ações do Grupo 2TM, controladora do Mercado Bitcoin. A intenção da empresa é turbinar a experiência de criptomoedas no Mercado Pago no Brasil e no restante da América Latina. Os valores dos investimentos não foram divulgados.

No início de dezembro, o Mercado Livre anunciou que os usuários do Mercado Pago no Brasil iriam poder começar a negociar criptomoedas no aplicativo, por meio de uma parceria com a Paxos, uma plataforma  americana de negociação que fornece a tecnologia para viabilizar as transações.

Hoje, os usuários do Mercado Pago podem comprar, vender e manter criptomoedas em sua carteiras. O mínimo a ser investido em criptomoedas é R$ 1. O Mercado Pago cobra uma taxa de 2% em cima de cada operação.

O Mercado Bitcoin é uma corretora brasileira que realiza serviços de intermediação de compra e venda de criptomoedas por meio de uma plataforma online onde são feitas negociações e transações com diversos criptoativos. Já a Paxos é líder global no espaço de criptomoedas. Além da parceria com o Mercado Livre na América Latina, também trabalha com PayPal e o Facebook.

André Chaves, vice-presidente sênior de Estratégia e Desenvolvimento Corporativo do Mercado Livre para América Latina, afirma em nota que as tecnologias relativas ao blockchain e aos criptoativos criam um “ambiente aberto e nivelado para que todos os consumidores alcancem o empoderamento econômico, e isso está alinhado com a missão da empresa”.

 

Compartilhe:

Compartilhe: