Navegue:
IPCA-15 e balanços nos EUA e Brasil – veja o que importa hoje

IPCA-15 e balanços nos EUA e Brasil – veja o que importa hoje

Índices futuros americanos recuam na manhã desta terça, após Walmart cortar projeção de lucro

Gráfico de cotações

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

Os mercados aguardam nesta terça-feira (26) a divulgação do IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de julho, indicador que será informado às 9h pelo IBGE e que pode ajustar as expectativas dos investidores para a próxima reunião de juros do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central), na semana que vem.

A maior parte dos analistas espera que o índice irá desacelerar para uma alta de 0,17%, segundo as projeções da Reuters. Alguns economistas, entretanto, acreditam que o indicador já pode mostrar uma deflação na primeira metade do mês como consequência da redução do ICMS sobre combustíveis, energia e telecomunicações.

No mês fechado, os grandes bancos e corretoras projetam a maior queda de preços da história: para o Itaú Unibanco, a redução no IPCA alcançará 0,65%, para o Bradesco, será de 0,85%, e para o Santander o tombo será ainda maior, de 1,25%.

Por que isso importa? 

Os dados de inflação são acompanhados com atenção pelo mercado, já que servem como base para ajuste das expectativas dos investidores para o comportamento dos preços e para juros. 

Saiba mais:
Brasil pode ter maior deflação da história em julho, mas movimento será exceção; entenda

Balanços nos EUA e no Brasil

Na manhã de hoje, os índices futuros americanos recuam, após o Walmart (WALM34) cortar na noite desta segunda (25) sua projeção para o lucro trimestral e anual. De acordo com o gigante varejista, a inflação nos Estados Unidos, a maior em quatro décadas, vem restringindo o consumo de bens de maior valor, como eletrônicos, e elevando os gastos com alimentos.

Por volta das 8h10, o Dow Jones operava em queda de 0,45%, o S&P 500 caía 0,38% e o Nasdaq recuava 0,46%. No mesmo horário, o Eurostoxx 50, principal índice europeu, tinha perdas de 0,65%.

Os mercados operam hoje em modo de espera da decisão de juros do Federal Reserve, o banco central americano, que será informada amanhã. A expectativa é de um aumento de 0,75 p.p. na taxa, mas os investidores estarão atentos às sinalizações do que deve acontecer nos próximos encontros.

Saiba mais:
Onda global de aperto nos juros é a mais intensa em quase 30 anos; saiba o que isso quer dizer para o Brasil

Por lá, após o fechamento do mercado, serão divulgados ainda os resultados do segundo trimestre da dona do Google, a Alphabet (GOGL34), e da Microsoft (MSFT34).

Por aqui, os olhos do mercado estarão voltados para a divulgação dos balanços do segundo trimestre do Carrefour Atacadão (CRFB3) e da Vivo (VIVT3), após o fechamento do mercado.

⇨ Aproveite o mercado cripto antes que seja tarde no curso gratuito Desmistificando criptos, nft e Metaverso!

Compartilhe:

Compartilhe: