Navegue:
Ibovespa sobe forte puxado por Locaweb (LWSA3), varejo e commodities

Ibovespa sobe forte puxado por Locaweb (LWSA3), varejo e commodities

Bolsa brasileira apresenta uma das maiores altas do ano. Grandes negociações de commodities puxam a alta. Exterior opera sem direção definida

bolsaopcacao6

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Depois de um dia de oscilações e fechamento positivo, na terça-feira, 18, o Ibovespa apresenta forte alta nesta quarta. Por volta das 13h, o indicador subia 1,63%, operando aos 108.402 pontos.

O trader de renda variável da Delta Flow Investimentos, Fábio Maahs, vê consistência no movimento de alta do Ibovespa desde a semana passada, enquanto os mercados americanos oscilam negativamente.

“Enxergo uma migração muito clara de valores vindo dos EUA para o Brasil, numa realização de lucros. O fluxo de dólares que entrou no país ano passado foi o maior dos últimos anos. Desde os primeiros pregões de 2022, o investidor estrangeiro não retirou seus investimentos aqui”, afirma.

A maior alta do Ibovespa é da Locaweb (LWSA3), que se recupera após dias de queda. Ontem a ação da empresa fechou com recuo de 10,61%. Hoje, apresenta elevação de 10,82%, com as ações sendo negociadas a R$ 8,54.

De acordo com Maahs, as recentes quedas do papel se devem principalmente ao temor do mercado global com o aumento nas taxas de juros promovidos pelos formadores de política monetária nos EUA.

Além das empresas de tecnologia, o varejo é afetado pelo avanço da inflação. Após as quedas de ontem, hoje as principais empresas do setor integrantes do índice apresentam altas. O destaque fica com o Magazine Luiza (MGLU3), que subia 10,53% no horário.

O trader da Delta Flow acredita que se o Banco Central atingir a meta de inflação para o ano, o ramo deve surpreender positivamente em 2022.

Fonte: TradeMap
Fonte: TradeMap

O volume de alguns papéis também movimenta o Ibovespa. Vale (VALE3), que corresponde a 15% das ações negociadas na B3 tinha alta de 2,13%. Para Maahs, o índice fechou no positivo ontem puxado principalmente por essas empresas, com maioria nas negociações.

“Ontem a Bolsa oscilou, mas fechou de forma positiva, mesmo após o tombo em Nova York. Esse resultado foi puxado pelas commodities pois, basicamente, todos os segmentos caíram”, afirma o trader.

Mercado externo

Já os mercados globais operam sem direção definida nesta quarta-feira. O crescente risco com o aumento das taxas e juros e inflação pelo mundo movimenta o radar dos investidores.

A alta do preço do petróleo, com o barril do Brent atingindo US$ 88,13, maior patamar desde outubro de 2014, ajudou a alimentar a preocupação com o aumento da inflação.

Além disso, o preço do minério de ferro cresce, impulsionado principalmente pelo mercado chinês.

Por volta das 13h, o Dow Jones caía 0,01% e o Nasdaq, 0,12%, o S&P 500 operava em estabilidade. Na Europa o sentido é positivo. Euro Stoxx 50 subia 0,31%, o DAX da Alemanha crescia 0,29% e o FTSE 100, de Londres, tinha aumento de 0,28%.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp