Navegue:
Existe vida para além da Vale (VALE3)? Veja boas pagadoras de dividendos que fogem do óbvio

Existe vida para além da Vale (VALE3)? Veja boas pagadoras de dividendos que fogem do óbvio

Ações de alimentos e bebidas e telecomunicações são algumas das que podem gerar bons ganhos

Dividendos

Foto: Pixabay

Por:

Compartilhe:

Por:

Quando se pensa em investimento com foco em dividendos, as primeiras ações que vêm à cabeça de investidores são as de empresas maduras de setores considerados defensivos, cujos resultados dependem menos do comportamento da atividade econômica. No entanto, é possível diversificar a carteira e conseguir bons dividendos em papéis de outros setores.

“É possível buscar ativos que apresentem distribuições de mesma magnitude que os papéis dos setores típicos. Assim, a renda passiva não é comprometida e, ao mesmo tempo, há um ganho de segurança a partir da mitigação de riscos setoriais”, diz Enrico Cozzolino, head de análise e sócio da Levante Investimentos.

As empresas tradicionalmente consideradas boas pagadoras de dividendos são as de energia elétrica, finanças, petróleo, mineração e construção civil. Em junho, das dez ações mais recomendadas para quem busca dividendos, nove pertenciam a estes setores, segundo levantamento da Agência TradeMap.

Confira a lista:
Quer dividendos? Vale (VALE3) lidera ranking das 10 mais recomendadas; veja lista completa

“São setores que dependem de baixo investimento dada a estrutura já existente e, portanto, são capazes de distribuir proventos com recorrência, já que a capacidade de geração de caixa é alta”, afirma Cozzolino.

No entanto, ainda que uma carteira focada em dividendos tenha como características a segurança e a menor volatilidade, justamente pela concentração em setores mais defensivos, este portfólio pode acabar sendo exposto a riscos pela falta de diversificação.

“Se a carteira ficar muito presa nos setores de sempre, com Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4), por exemplo, acaba tendo uma correlação muito alta com o Ibovespa. E às vezes sair um pouco do tradicional e ter um pouco mais de descorrelação pode ser vantajoso”, aponta Heitor de Nicola, especialista em renda variável da Acqua Vero Investimentos.

⇨ Quer conferir quais são as recomendações de analistas para as empresas da Bolsa? Inscreva-se no TradeMap!

Em relatório distribuído a clientes, Guilherme Tiglia, sócio e analista de ações da Nord Research, reconhece que o momento de volatilidade e turbulências pede a exposição a ações defensivas – mas defende a diversificação como forma de mitigar riscos específicos, buscando “formas de se proteger considerando diferentes situações”.

Commodities

Para quem tem predileção por ações ligadas a commodities, Nicola menciona o setor de papel e celulose, chamando atenção para Klabin (KLBN11), Dexco (DXCO3) e Irani (RANI3). “São bons dividendos pagos em cima dos preços das ações”, afirma.

Ainda em commodities, o especialista da Acqua Vero lista algumas empresas do agronegócio, como a BrasilAgro (AGRO3) e a Cosan (CSAN3).

Ação Dividend yield
últimos 12 meses
Dividend yield
estimado 2022*
Preço da ação em
9 de junho
Klabin (KLBN11) 4,01% 6,3% R$ 5,02
Dexco (DXCO3) 2,29% 6,6% R$ 10,89
Irani (RANI3) 7,46% 6,7% R$ 6,99
BrasilAgro (AGRO3) 15,65% 6,6% R$ 29,32
Cosan (CSAN3) 3,97% 11,4% R$ 20,03
Fontes: BTG Pactual e TradeMap
*Projeções do guia de ações do BTG Pactual de junho

dividend yield, vale ressaltar, é uma métrica usada para medir a rentabilidade dos dividendos de uma empresa em relação ao preço de suas ações.

Alimentos e bebidas

No setor de alimentos e bebidas, Nicola e Cozzolino chamam atenção para a Marfrig (MRFG3), mas o head de análise da Levante também cita JBS (JBSS3) e a Minerva (BEEF3) como empresas que se enquadram na categoria de boas pagadoras de dividendos.

Ação Dividend yield
últimos 12 meses
Dividend yield
estimado 2022*
Preço da ação
9 de junho
Marfrig (MRFG3) 21,38% 9,4% R$ 15,18
JBS (JBSS3) 8,66% 4,5% R$ 34,75
Minerva (BEEF3) 5,03% 5,4% R$ 14,02
Fontes: BTG Pactual e TradeMap
*Projeções do guia de ações do BTG Pactual de junho

Indústria e bens de capital

A Tupy (TUPY3), produtora de peças para o setor automotivo, também deve pagar dividendos interessantes neste ano, diz Heitor de Nicola.

No setor, Cozzolino destaca a Iochpe-Maxion (MYPK3), que apresentou bons resultados no primeiro trimestre de 2021, triplicando o lucro líquido, o que deve assegurar a continuidade de sua política de distribuição de proventos, diz o analista.

Já a fabricante de armas de fogo Taurus (TASA4) tem, em seu estatuto social, a determinação de que pelo menos 35% de seu lucro líquido ajustado seja distribuído aos acionistas em forma de proventos, segundo Guilherme Tiglia.

“Com esta empresa, também conseguimos diversificar o risco de menor crescimento da nossa economia local, pensando em uma empresa dolarizada e que tem suas receitas atreladas a outro mercado”, diz o analista da Nord.

Ação Dividend yield
últimos 12 meses
Dividend yield
estimado 2022*
Preço da ação
9 de junho
Tupy (TUPY3) 1,57% 10,4% R$ 23,59
Iochpe-Maxion (MYPK3) 7,77% 7,8% R$ 16,49
Taurus (TASA4) 8,6% Indisponível R$ 18,67
Fontes: BTG Pactual e TradeMap
*Projeções do guia de ações do BTG Pactual de junho

Telecomunicações

Outra opção para buscar dividendos “fora da caixa” é o investimento em ações do setor de telecomunicações, diz Cozzolino, com destaque para Telefônica Brasil (VIVT3) e TIM (TIMS3).

“A primeira já apresentava uma política de distribuição recorrente de proventos. Entretanto, a segunda está aderindo à mesma estratégia, e inclusive divulgou em abril que iniciaria um aumento gradual de distribuição”, diz Cozzolino.

Ação Dividend yield
últimos 12 meses
Dividend yield
estimado 2022*
Preço da ação
9 de junho
Telefônica (VIVT3) 7,24% 7,1% R$ 46,87
Tim (TIMS3) 3,31% 4,5% R$ 12,98
Fontes: BTG Pactual e TradeMap
*Projeções do guia de ações do BTG Pactual de junho

Compartilhe: